Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Escndalo sexual destitui comisso tcnica de Cuba

19 de Julho, 2016

Escndalo, por suposto estupro de uma mulher

Fotografia: DR

A poucos dias do início dos Jogos Olímpicos do Rio, a comissão técnico da equipa masculina de voleibol de Cuba foi destituída, por causa de um escândalo, por suposto estupro de uma mulher na Finlândia, estão presos seis jogadores, revelou este domingo a imprensa cubana.

Os técnicos Rodolfo Sánchez e Pavel Pimienta foram demitidos da equipa, na volta a Havana, em função do escândalo no início do mês, anunciou o jornal independente On Cuba.
"Outras cabeças rolaram", escreveu o jornal, lembrou que os seis jogadores que já tinham sido "substituídos de maneira urgente".

O escândalo, de acordo com o OnCuba, colocou em dúvida momentaneamente a participação da dizimada equipa cubana , nos Jogos Olímpicos, que começam a 5 de Agosto.
A Federação Cubana de Voleibol, escolheu o novo  ex-levantador Nicolás Vives, para novo técnico da selecção.

Os seis jogadores -Osmani Uriarte, Rolando Cepeda, Abraham Alfonso, Ricardo Calvo, Dariel Albo, Luis Tomás Sosa- foram presos sob suspeita de estupro, enquanto disputavam a Liga Mundial na Finlândia.

De acordo com a imprensa finlandesa, o estupro ocorreu no hotel, onde a selecção cubana estava hospedada.

Os jogadores declararam-se inocentes, estão fora dos Jogos do Rio-2016. Os investigadores têm até 26 de Agosto para entregar um relatório sobre o ocorrido, para justiça, que deve decidir se inicia um processo penal.

Na única vez em que a federação cubana comentou o caso, alertou que os jogadores iam ser punidos, se fossem considerados culpados. "A informação preliminar  vincula-os a actos totalmente opostos à disciplina, ao sentido de honra e ao respeito que regem nosso desporto".

"Tomaremos as medidas necessárias para comportamentos que não correspondem à ética e aos princípios nos quais fomos educados", concluiu a entidade