Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Escolinha do So Joo aspira ttulo

24 de Outubro, 2019

As trs agremiaes competem entre si nos campeonatos provinciais do escales de formao em ambos os sexos.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Com 75 atletas inscritos com idades entre os 15 e os 20 anos de idade, a Escolinha do São João da província do Huambo caminha para se tornar no maior viveiro de andebolistas em ambos os sexos do país. A aposta na formação ganha corpo, dezasseis anos depois da fundação.
Sem conquistar nenhum título nos recentes campeonatos provinciais, a formação de atletas continua a ser bem feita e a obedecer cada uma das etapas de evolução, segundo Osvaldo Manuel Congo, coordenador da agremiação.
O dirigente realçou que pretendem publicar o Estatuto do clube, no ano corrente, no Diário da República. A agremiação tem como essência a descoberta e a potencialização dos talentos para chegarem aos clubes de topo e às selecções nacionais. A título de exemplo, destacou o lateral direito Herculano Chacupula Clementino, de 18 anos e considerado o Melhor rematador do país da categoria júnior, desde os 15 anos de idade.
Em 2018, Herculano Chacupula Clementino esteve com a selecção nacional de juvenis nos Jogos da Juventude na Argélia, Brevemente, pode ser transferido para uma das grandes equipas do país, segundo Osvaldo Manuel Congo.
À semelhança de Clementino, existem outros jovens no clube em fase de maturação do processo formativo. O retorno do investimento tem efeitos directos na Escolinha São João desde 2009, ano que se estreou nos campeonatos nacionais de juvenis e de juniores. De 2015 a 2018, o clube sobreviveu \"graças à transferência da júnior Margarida Kangovi para o 1º de Agosto\". Hoje, é uma das referências da equipa da Marinha de Guerra, onde também está Élton Mavinga. Celso Mavinga, irmão de Élton, destaca-se na equipa júnior do 1º de Agosto e Carlos Congo foi promovido à equipa sénior do Interclube este ano.
“Mesmo com as nossas muitas limitações financeiras e sem campos próprios para treinar, continuamos a apostar forte na formação. Consideramos ser este o melhor caminho para nos afirmarmos. Além do mais, contribuímos na formação social dos atletas para melhor integração na sociedade”, argumentou.
As equipas seniores da Escolinha do São João participam regularmente em torneios inter-provinciais e na Taça de Angola. Caso surjam patrocinadores, a intenção é competir nos campeonatos nacionais.
\"Temos as condições técnicas e tácticas para equilibrarem os jogos e elevar a competitividade\", justificou.
Com pouca tradição na andebol, a província do Huambo conta, além da Escolinha do São João, com o Petro do Huambo, Chapesseca e Colégio AJM. As três agremiações competem entre si nos campeonatos provinciais do escalões de formação em ambos os sexos.