Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Eslovena ganha segundo ouro

19 de Fevereiro, 2014

Esquiadora Tina Maze (de braços levantados) prometeu conquistar mais uma medalha de ouro na última prova da especialidade de slalom no Extreme Park de Rosa Khutor

Fotografia: AFP

A pista de Krasnaya Polyana voltou a testemunhar a consagração da eslovena Tina Maze, depois de exibir o ouro no esqui downhill. Maze venceu ontem a prova do slalom gigante dos Jogos Olímpicos de Inverno, que decorrem na cidade russa de Sochi.

Com a segunda medalha de ouro, Tina Maze torna-se num dos principais nomes do ski alpino. Tina Maze foi a primeira a descer e mostrou as credenciais ao registar 1min17s88. Na segunda, foi um pouco mais lenta e fez 1min18s99, ficou a 0s07 à frente da austríaca Anna Fenninger, segunda colocada e medalha de ouro no Super G, no último sábado.

A eslovena de 30 anos afirmou que entre as duas descidas motivou-se ao assistir a uma partida de hóquei no gelo entre a selecção do seu país e da Áustria pelo Play-off. A ex-República Jugoslava goleou por 4 - 0. Maze rejeitou que o ouro tenha sido um alívio após as frustrações no super G e no super-combinado.

“Vim aqui com cinco oportunidades de medalha (ainda falta a disputa do slalom). Perdi a minha oportunidade no combinado e no super G por alguns décimos de segundo. Sabia que a minha oportunidade podia vir no dia seguinte. A vida é assim”, disse Maze. A alemã Viktoria Rebensburg, ouro nos Jogos Olímpicos de Vancouver 2010, defendia a medalha, mas teve de contentar-se com um bronze ao terminar 0s27 atrás da campeã Maze.

SNOWBOARD Crosse
O francês Pierre Vaultier é o campeão olímpico do snowboard crosse dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, disputado ontem no Extreme Park de Rosa Khutor. Vaultier  de 26 anos, venceu a Grande final, reservada aos seis melhores classificados. O russo Nikolay Olyunin ficou com a medalha de prata, enquanto o norte-americano Alex Deibold levou a medalha de bronze.

ATLETA JAPONÊS
FRACTURA UM BRAÇO


O japonês Taihei Kato sofreu ontem uma grave lesão, durante a disputa do combinado nórdico nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014. Taihei disputava a prova de salto do combinado nórdico, quando caiu de maneira estranha sobre a neve.O atleta perdeu o equilíbrio e caiu sobre o braço esquerdo. Kato foi socorrido rapidamente no local do acidente e levado ao hospital. O Comité Olímpico Japonês informou que Kato não ia disputar também a segunda parte do combinado nórdico, que consiste na prova de dez km de cross-country. Kato tinha saltado 126,5m, quando sofreu o acidente. O ouro do combinado nórdico ficou com o norueguês Joergen Graabak. Magnus Hovdal Moan, da Noruega, foi prata. O bronze ficou com o alemão Fabian Riessle.

SLALOM
Estrela do violino termina em último lugar

Vanessa Vanakor de 35 anos, levantou a bancada gelada do Rosa Khutor Alpine Center, em Krasnaya Polyana. A tailandesa foi destaque na disputa do slalom gigante em Sochi 2014. A skiadora é conhecida popularmente na Europa e na Ásia como Vanessa-Mae pela sua carreira profissional como violinista. A tailandesa já vendeu mais de dez milhões de discos ao redor do mundo e fez trabalhos com artistas famosos como Janet Jackson e Prince.Vanessa nasceu em Singapura e é filha de mãe chinesa e pai tailandês, mas cresceu na Inglaterra e tem duplo passaporte (britânico e tailandês).

“Sou britânica, mas não havia como representar o meu país (nos Jogos Olímpicos), principalmente, porque o meu pai natural é tailandês. Queria competir pela Tailândia, porque é uma parte importante de mim que nunca celebrei – ser tailandesa”, completou. Em Sochi, Vanessa-Mae conseguiu inclusive ofuscar a campeã olímpica, a eslovena Tina Maze, ao ser uma das mais requisitadas pela imprensa mundial. As colegas confidenciaram que muitas atletas pediram autógrafos e tiraram fotos com a tailandesa.

No slalom gigante, a “atleta” ficou em 74º lugar na primeira descida e foi a última colocada entre as que conseguiram completar o percurso.  Na segunda, voltou a ser mais lenta – 67ª – entre as que conseguiram chegar a final, mas comemorou muito com a claque ao terminar a sua participação.Como a carreira de violinista é o seu “ganha-pão”, a tailandesa foi questionada sobre o temor de lesionar os braços. Em 2009, fracturou o cotovelo ao cair de um teleférico que carrega os skiadores.

“A pessoa pode proteger-se da cabeça aos pés e não assumir riscos. E daí? Precisamos de nos divertir  na vida”, disse Vanessa-Mae.Para Sochi 2014, a violinista decidiu dar um breve intervalo à carreira musical e concentrar-se na preparação para os Jogos Olímpicos de Inverno. Ela comentou a performance após uma das decidas. “É difícil manter-se concentrada, quando se tem apenas seis meses de treinos como tive, mas estou contente por não ter sido eliminada.

Quase que fui três vezes, mas consegui chegar lá em baixo. Apenas a experiência de estar aqui é incrível. Fiquei preocupada de me perder (na pista), mas consegui”, disse.

Na Li na vice-liderança
A chinesa Na Li campeã do Open da Austrália 2014 atingiu esta segunda-feira a melhor classificação de sempre, ocupa agora o segundo posto do ranking mundial, que continua a ser liderado por Serena Williams. Victoria Azarenka caiu do segundo para o quarto posto, foi ultrapassada também pela polaca Agnieszka Radwanska.
Destaque ainda para Simona Halep, campeã do torneio de Doha, que atingiu  o seu melhor ranking de sempre e é agora nona classificada WTA. A romena de 22 anos estava fora do top90 em Maio do ano passado.