Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Espanha pode chegar à final

15 de Setembro, 2013

Nadal vence o jogo e coloca a Espanha entre as nações favoritas a permanecer no grupo da elite mundial

Fotografia: AFP

O espanhol Rafael Nadal teve poucos dias de descanso após o título do Open dos Estados Unidos da América e ajudou a Espanha a permanecer no grupo mundial da Taça Davis. No jogo dos play-offs, o espanhol venceu Sergiy Stakhovsky, da Ucrânia, por 3 sets a zero, com parciais de 6/0, 6/0 e 6/4. Antes, Fernando Velasco venceu Alexandr Dolgopolov. Com as duas vitórias, a Espanha abre uma vantagem de 2-0 sobre a Ucrânia e precisa apenas de uma vitória em Madrid, para constar da elite mundial.

A Suíça também confirmou o favoritismo no primeiro dia de play-offs do Grupo Mundial ao abrir 2 a 0 sobre o Equador, graças a vitórias de Stanislas Wawrinka sobre Emilio Gomez e de Marco Chiudinelli sobre Julio-Cesar Campozado. Assim, o país do Norte da Europa aproxima-se de uma vaga na elite do ténis.

A Grã-Bretanha e a Croácia encerram na próxima sexta-feira o diferendo que as coloca empatadas por 1 a 1. No primeiro jogo, Andy Murray não deu oportunidade a Borna Coric e aplicou três sets a zero com parciais de 6/3, 6/0 e 6/3. Na segunda partida, Ivan Dodig devolveu o troco a Daniel Evans e selou a igualdade.

Noutras partidas, a Holanda abriu uma vantagem de 2 a 0 sobre a Áustria. Japão e Colômbia empataram por 1 a 1 e o Brasil perdeu os dois primeiros jogos para a Alemanha. No confronto entre Israel e Bélgica, o país do médio oriente conseguiu a vitória nos jogos de duplas e abriu a vantagem em 2-1.

MILOS RAONIC
BATE TIPSAREVIC

O canadense Milos Raonic entrou no campo para enfrentar o sérvio Janko Tipsarevic com obrigação da vitória, nas meias-f««nais do Grupo Mundial da Taça Davis. E após muita luta, que durou 4h11, Raonic conseguiu vencer por 3 sets a 2, com parciais de 5/7, 6/3, 3/6, 6/3 e 10/8 e empatou o duelo em Belgrado.

No primeiro jogo do dia, Novak Djokovic teve tranquilidade para derrotar o canadense Vasek Pospisil. Djokovic teve direito a pneu no segundo set, em Belgrado, na Sérvia, e bateu o adversário por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/0 e 6/4, em 1h40 de jogo. Ao longo da partida, o actual vice-campeão do Open dos Estados Unidos não sofreu nenhuma quebra de serviço e também não teve nenhum break-point contra. Com o duelo empatado por 1 a 1, os dois países têm oportunidade de chegar à final da Taça Davis.


MEIAS-FINAIS

República Checa
próximo da final

 O checo Tomas Berdych colocou o seu país a apenas uma vitória da final do Grupo Mundial da Taça Davis. Berdych confirmou o favoritismo sobre o argentino Leonardo Mayer, em Praga, e venceu o jogo por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6, 6/3 e 6/4.

O resultado da partida deixa a República Checa em vantagem de 2 a 0 na meia-final do Grupo Mundial contra a Argentina. Desta forma, a equipa europeia precisa só de mais uma vitória em três partidas para selar a vaga à segunda final consecutiva da competição entre países.

Os checos foram vice-campeões da Taça Davis em 2009 e ficaram com o título na época passada, depois de enfrentarem os espanhóis na final nas duas ocasiões. A Checoslováquia ficou com o título em 1980 e foi vice-campeã em 1975.