Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Espanha pode ficar fora dos Jogos do Rio-2016

25 de Abril, 2016

Vice-campeã olímpico pode falhar igualmente o Mundial de 2018

Fotografia: AFP

A actual vice-campeã olímpica, a seleção de basquetebol da Espanha deve ficar fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, de acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo. O motivo da ausência seria uma punição por causa do envolvimento da Associação de Clubes da Espanha com a ideia de um novo campeonato desenvolvido pela Euroleague Commercial Assets (ECA).

Segundo informa o periódico espanhol, a FIBA Mundo, entidade que rege o basquetebol mundial, acatará o pedido de punição da FIBA Europa, que impediria a selecção espanhola de participar da próxima edição das Olimpíadas. Caso a sanção seja colocada em prática, a Espanha também não poderia participar do Eurobasket de 2017 e do Mundial de 2018.

Os espanhóis garantiram o direito de disputar a Olimpíada do Rio de Janeiro depois de conquistarem o Campeonato Europeu de 2015, realizado na França. A Lituânia, vice-campeã da competição continental e que também se classificou directamente para os Jogos Olímpicos, pode ser outra selecção a perder a vaga.

Caso as punições sejam realmente impostas, a lista de selecções classificadas para as Olimpíadas deste ano sofreria alterações e os critérios para a eleição de novas equipas teriam de ser redefinidos.

Português garante vaga
O português Jorge Pina conquistou ontem a medalha de bronze na Maratona de Londres, prova integrada na Taça do Mundo do Comité Paralímpico Internacional (IPC), e garantiu presença nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

O maratonista competiu na categoria T12 e completou a distância em 2:42.19 horas, a quase nove minutos do vencedor, o japonês Yutaka Kumagai. O espanhol Oleg Antipin foi segundo.

Jorge Pina beneficiou de um dos critérios de apuramento directo para os Jogos Paralímpicos de Setembro, que prevê a qualificação automática com a conquista de uma medalha na Maratona de Londres.

Antes de sofrer uma perda de visão de 90%, Pina foi campeão nacional de pugilismo e soma, agora, a sua terceira participação paraolímpica, depois de Pequim'2008 e Londres'2012.

Até ao momento, Portugal estará representado em sete modalidades: equitação, atletismo, boccia, ciclismo, judo, natação e tiro. O número pode aumentar, através do remo, no campeonato do Mundo a realizar-se em Maio.