Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Espanhol ironiza sobre queixas de Hamilton

26 de Fevereiro, 2017

Falando durante o lançamento do novo modelo da equipa Alonso reiterou a sua posição e expressou a esperança sobre os novos regulamentos

Fotografia: AFP

Na semana passada, Hamilton afirmou que é “injusto” que um piloto possa estudar os dados de outro e afirmou que pediu para não ver as informações do seu companheiro de equipa.

“Dou as minhas voltas, faço os meus deveres e o outro piloto pode ver tudo. Pedi para a minha equipa. Não quero ver a telemetria dos meus companheiros. Acredito que não é justo que possa estudar os seus dados”, explicou.

A título de exemplo, disse que quando pilotam, escolhem os pontos de travagem, os pneus, todas essas coisas que ajudam a fazer uma curva mais rápida.

"E o outro piloto provavelmente pode fazer mais ou menos como você”, disse.

Lewis Hamilton reiterou: "com esses dados, o colega pode simplesmente copiar-te. ‘Ah, trava cinco metros mais tarde aqui, então vou começar a travar cinco metros mais tarde também’. Isso é algo que não gosto, pois permite que estejamos mais próximos. É algo que me encantava no kart, pois era algo que não se podia fazer e só se brilhava o talento”.

Dias depois, Hamilton tratou de minimizar a polémica e afirmou que não tinha problema nenhum com Valtteri Bottas e com a Mercedes, mas reforçou que não vê como justa a troca entre companheiros de equipa.

Durante a apresentação da MCL32, carro da McLaren para época 2017 da F1, Fernando Alonso rebateu as declarações de Lewis Hamilton e avaliou que o número 44 poderia ter feito um uso melhor da liberdade na Mercedes.

“Se tivesse olhado mais os dados de Nico Rosberg no ano passado, talvez tivesse vencido o campeonato”, disparou.

Fernando Alonso admitiu que foi sondado pela equipa alemã para a vaga de Nico Rosberg, que anunciou a aposentação dias após conquistar o título de 2016, mas contou que optou por continuar em Woking já que está “feliz na McLaren”.

“Quando Rosberg se aposentou, tiveram alguns dias em que tive algumas conversas, algumas ligações chegaram até mim, mas não estava disposto a discutir nada, porque estava feliz na McLaren. A McLaren-Honda e a Ferrari são as duas equipas de maior prestígio”, disse Alonso.

Fernando Alonso disse que "a Mercedes fez uma checagem completa com todo o mundo para ouvir a situação". "A minha era muito clara: tinha este ano com a McLaren e estava feliz”, insistiu.

Além disso, o asturiano garantiu que continua comprometido em recolocar a equipa britânica de volta ao trilho das vitórias.

“Estou 100 por cento comprometido em vencer. De momento, não estão a vencer, é verdade, mas vimos uma coincidência: as duas melhores equipas da história da F1 divulgaram os seus carros no mesmo dia de maneira correcta. Então precisamos ver a performance desses novos carros e quem está a dominar o desporto com o novo regulamento: se ainda é a Mercedes ou não no futuro”, assegurou.

Fernando Alonso reiterou as esperanças até Agosto e Setembro para falar sobre "qualquer coisa".

“Vou estar completamente concentrado no campeonato deste ano e precisamos ver quais os carros e quais as equipas vão ser competitivos com o novo regulamento”, ponderou.

“Talvez seja uma nova equipa a dominar a F1 com esses regulamentos. Então, essa é a primeira coisa”, concluiu.


MCLAREN
Alonso comemora cor laranja


Fernando Alonso foi testemunha de um regresso muito aguardado. O espanhol viu com os próprios olhos que a nova McLaren MCL32 é realmente laranja e encerra a longa especulação sobre o novo visual dos britânicos. É um carro bonito, de acordo com o espanhol. Mas só vai ser realmente ‘sexy’ se for competitivo.

“É legal ver as cores da McLaren, o laranja. Por conta do regulamento, o carro fica espectacular, mas só fica realmente sexy, quando for rápido. É provavelmente um dos carros mais bonitos que já pilotei nos últimos 16 anos”, disse Alonso.  O MCL32 traz um visual agressivo, talvez o mais agressivo dentre todos os carros já revelados. O modelo conta com inúmeros detalhes tanto na dianteira quanto na traseira. A ‘barbatana’ e o ‘bico-mamilo’ também estão presentes.

Tais mudanças são consequência do novo regulamento e deixam Alonso feliz. O espanhol espera pela pré-época antes de fazer qualquer veredicto. “O regulamento deixa-nos com esperança. Vamos melhorar o espectáculo, vamos deixar os carros mais rápidos, vamos aumentar o prazer dos pilotos.

Precisamos esperar pela próxima semana, quando vamos começar a ter algumas respostas sobre regulamento. Depois de algumas corridas, vamos ver um pouco mais. Definitivamente é uma boa mudança para a F1, precisávamos de carros mais rápidos e bonitos”, reflectiu”, finalizou.
O MCL32 vai para a pista em 27 de Fevereiro, primeiro dia da pré-época da F1.