Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Estabilidade agrada a Castro

Álvaro Alexandre - 08 de Novembro, 2015

Presidente de direcção da Federação de Ténis destaca estabilidade da modalidade

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente da Federação Angolana de Ténis, Matias Castro, revelou ontem, em Luanda, a sua satisfação com a crescente estabilidade que se verifica na modalidade. Após de um prolongado período marcado por grandes abalos, o dirigente afirmou que o país recuperou a sua identidade junto das instituições reitoras do ténis continental e mundial.

"Realizámos uma grande recuperação. De tempo a tempo verifica-se de forma crescente a realização de competições. A normalização do funcionalismo de todas as instituições dependentes da política defendida pela Federação é uma realidade", disse.

A nível de África, Angola voltou a beneficiar das oportunidades dadas aos outros membros da comunidade.  "A crise institucional deixou de ser uma preocupação. Angola goza dos mesmos direitos e oportunidades de apoios junto da Confederação Africana de Ténis e da Federação Internacional de Ténis. As oportunidades estão expostas. Agora, vamos trabalhar em conjunto para beneficiarmos ao máximo e relançarmos o ténis para um elevado patamar ", realçou.

Os efeitos positivos do funcionalismo da Comissão Técnica da Federação Angolana de Ténis está a começar a produzir  resultados.
"Fomos autorizados a enviar os nossos atletas para frequentarem os cursos proporcionados pela Confederação Africana de Ténis. As portas da Academia de Ténis dos Marrocos estão abertas para os tenistas nacionais e da nossa região", assegurou.
O atleta Eduardo Morais é uma das grandes aposta de Matias Castro.

"Estamos a dar um tratamento especifico ao tenista Eduardo Morais. O nosso jogador está desde Setembro na África do Sul, na sequência do trabalho preparatório estabelecido. Em terras sul-africanas, negociamos dois circuitos. De princípio, recebemos garantias que vão contar com atletas de um nível aceitável. Posteriormente, Eduardo Morais vai deslocar-se para o Quénia, onde vai participar em similar eventos", concluiu.

Na presente época desportiva, a Federação Angolana de Ténis fez disputar todas as competições programadas no calendário de actividades. Pela primeira vez, poucas vozes da modalidade levantaram-se contra a programação e a organização de actividades.