Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Estafane Gomes acusa Federao de corrupta

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 14 de Novembro, 2019

Estafane Gomes faz parte tambm da Federao Angolana de Taekwond

Fotografia: Gaudncio Hamelay, no Lubango ,Edies Novembro

O treinador e atleta do 1º de Agosto, Estafane Gomes, acusou de "corruptos" os dirigentes da Federação Angolana de Taekwondó e chamou de "caducos" os árbitros que ajuizaram os combates do campeonato nacional da modalidade decorrido no último domingo na cidade de Lubango, província da Huíla. O "militar" foi desqualificado pela arbitragem no final do combate da categoria de -63 quilogramas com Ely Quinanga, do Sport Lubango e Benfica, por alegado cometimento de irregularidades puníveis pelos regulamentos da competição e da Federação Angolana.
"Infelizmente, temos árbitros caducos, imparciais e corruptos. O presidente da Federação é corrupto e imparcial. Fico triste com isso. Não tenho receio de falar sobre isso: os dirigentes estão na Federação de Taekwondó só para roubarem. Desculpem ter dito isso, mas tenho de dizer. Não tenho vontade de estar na modalidade. Não querem subir nem aprender, mas só querem prejudicar os atletas e tirarem benefícios para as suas academias. Estou triste pelo cenário que se viveu hoje (domingo) no pavilhão multiusos", denunciou.
Insatisfeito pela decisão da organização da prova, Estafane Gomes sustentou que "os árbitros não estão qualificados", o que considerou de "muito negativo".
"Fui penalizado, porque os meus colegas entraram no dojo para festejar a minha vitória e a minha consagração de campeão nacional. Depois de me ser atribuída a vitória, os árbitros penalizaram a minha vitória. O certo é penalizar o clube e não o atleta.
Por causa do sucedido, diz estar "muito desapontado". Por ser um atleta de nível internacional e treinador, Estafane Gomes assegura que "é conhecedor das regras de arbitragem".
"Sou vice-campeão dos Jogos da CPLP e treinei os atletas que conquistaram a primeira medalha de ouro para Angola. Por isso, sei e entendo da arbitragem internacional", esclareceu.
O treinador defende que "nesse caso, o 1º de Agosto é campeão nacional por equipa", porém a Federação atribuiu o título ao Sport Lubango e Benfica, porque "o presidente da Federação é desse clube".
"Em jogo disputado, venci o atleta do Sport Lubango e Benfica. Deram-me a vitória e retiraram-na depois por motivos de festejo. Isso é absurdo", disse.
Estafane Gomes sustenta que o 1º de Agosto tem grandes atletas de taekwondó e o título conquistado espelha o trabalho.
"Trabalhámos muito. O Sport Lubango e Benfica ficou com o título, porque o presidente da Federação é o árbitro principal e a única pessoa que mexe no computador; ele pertence ao clube da Huíla e maneja os resultados ao seu favor", esclareceu.
Estafane Gomes defende que a modalidade "morreu" desde 2005, quando as pessoas sem vontade de a ajudar a crescer assumiram a gestão. O único objectivo dessas pessoas "é roubar".
"Essas pessoas não querem fazer crescer a modalidade. Os árbitros são incapacitados. Por mim, (o Ministério da Juventude e Desportos) devia excluir o taekwondó da dotação financeira. Os coreanos estariam muito tristes depois de tomarem conhecimento sobre o que se passou aqui na Huíla. É injusta a forma como fui desqualificado", rematou.