Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

"Estou feliz por dar a minha contribuio"

Silva Cacuti - 17 de Dezembro, 2016

Tiago Moyo ensina as lnguas estrangeiras nos arredores da cidade de Luanda

Fotografia: M. macahangongo

O ano de 2010 é um marco na vida de Tiago Moyo, professor de língua estrangeira, na periferia de Luanda. Em meio à festa do Campeonato Africano de Futebol que o país acolheu, aceitou o desafio de participar como tradutor. Desde então, ganhou o "bicho" na tradução de eventos desportivos.

Numa conversa amena com Jornal dos Desportos, o tradutor natural do Uíge manifestou a satisfação pelo contributo ao país.

"Desde 2010 não parei mais. Tenho estado em todos os eventos desportivos que o país acolhe. Sinto-me feliz. A cada organização, percebo que dei a minha contribuição", disse.

O tradutor perdeu a noção do número de entrevistas que traduziu e de personalidades que conheceu nessas lides. É falante de inglês, francês, português, espanhol, kikongo e kimbundu. Moyo diz sentir-se gratificado pelo trabalho que faz e promete fazer investimento em si.

"Estou a trabalhar para fazer da tradução de eventos desportivos uma especialidade minha. Nesse momento, estou no processo de aprendizagem do alemão, italiano e árabe", disse.

O tradutor transportou para o entendimento dos angolanos entrevistas, discursos e outros segmentos durante o CAN de futebol, Mundial de hóquei em patins, Taça de Clubes Campeões de Basquetebol, Torneio Pré-olímpico de andebol, CAN de andebol e, agora, está a fazer a sua parte nos Jogos da SADC que encerram amanhã no país.

Moyo soma ainda traduções em diversas conferências, cursos de técnicos e dirigente realizados no país. Não tem sido uma tarefa fácil, defende.

"A linguagem do desporto é quase a mesma com pequenas diferenças, mas há particularidades de cada modalidade. Por exemplo, no andebol, não há fora de jogo", exemplificou.