Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Estudo projecta milhão de atletas

Silva Cacuti - 31 de Março, 2017

Albino da Conceição justifica que o aumento está relacionado com o crescimento económico do país

Fotografia: M.Machangongo

O número de desportistas em Angola tende a aumentar gradualmente e vai chegar a um milhão em 2020, segundo o resultado de um estudo anunciado ontem pelo Ministro da Juventude e Desporto, Albino da Conceição.

O responsável governamental, que falava na abertura do IV Conselho Superior do Desporto, realizado no Centro de Conferência de Belas, em Luanda, anunciou os dados, mas não avançou a instituição que procedeu ao estudo nem se referiu a números actuais.

\"Ainda, no âmbito da massificação e de acordo com estudos realizados, apontam que o país vai ter até 2020, um milhão de praticantes, sendo 50 mil constituídos por atletas de alto rendimento, 630 mil do desporto escolar e 320 mil atletas informais ou comunitários. Mas é importante referir que esta evolução está associada às actuais projecções do crescimento económico do país que varia entre 2,5 a 2,7 porcento\", disse.

A população angolana é constituída actualmente por 25 milhões 789 mil e 24 habitantes, dos quais seis milhões 945 mil e 386 vivem na capital do país, segundo dados do último censo populacional.

Albino da Conceição disse que o seu pelouro está, neste início de ciclo olímpico, a conformar o Sistema Nacional do Desporto ao novo quadro jurídico aprovado em 2014, respectivamente, às Leis do Desporto (Lei 05/14 de 20 de Maio) e a das Associações Desportivas (Lei 06/14 de 23 de Maio).
Este facto e outras acções a desenvolver, assegurou, \"poderão impulsionar as melhorias objectivas do nosso Sistema Nacional Desportivo e Angola poderá ombrear com as outras nações bem colocadas neste domínio\".

O Conselho Superior dos Desportos, órgão de consulta do Ministro da Juventude e Desportos, começou com intervenções da Associação de Atletas Olímpicos; das Associações de Treinadores; dos presidentes dos Comités Olímpico e Paralímpico.

COBRADOS DADOS
DO COA e CPA

Os próximos relatórios de actividade a apresentar pela Direcção Nacional de Políticas do Desporto deve apresentar as informações sobre as actividades desenvolvidas pelos Comité Olímpico Angolano (COA) e Comité Paralímpico Angolano (CPA).

Esta é uma das recomendações à apresentação do relatório de actividades do associativismo desenvolvidas no ciclo olímpico de 2012/17. A reunião tomou conhecimento do relatório e aprovou, realçando que o mesmo continha insuficiências. Por isso, recomendou também melhorias como a inclusão de dados como o volume financeiro que entrou em cada Federação para a realização e participação nas provas nacionais e internacionais.