Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Etopes dominam maratona do Porto

04 de Novembro, 2019

Fotografia: DR

Os atletas etíopes dominaram, ontem, a 16.ª edição da maratona do Porto, com Deso Gelmisa a gastar mais três segundos que o recordista da prova, enquanto a compatriota Bontu Bekele Gada triunfou na competição feminina.
Gelmisa percorreu  42,195 quilómetros, em 02:09.08 horas, gastou três segundos,  face ao máximo fixado pelo ugandês Robert Chemonges , em 2018, mas estabeleceu um novo recorde individual, retirou mais de três minutos à marca pessoal, de 02.12.38 obtida em 2018, na cidade chinesa de Dalian.
O corredor da Etiópia impôs-se nos quilómetros finais da competição portuense, em relação ao queniano Victor Kiplimo (02:10.56 horas), segundo classificado, que bateu a sua marca individual de 02:11.04, obtida em Maio, em Copenhaga,  Dinamarca, enquanto o compatriota Debele Belda ficou em terceiro, com 02:14.22.
Carlos Costa foi o melhor português, ficou em sétimo lugar, completou a maratona com a segunda melhor marca pessoal, em quatro participações na maratona do Porto (02:21.56), acima das  02:19.48 horas alcançadas em 2018.
Atrás do atleta do São Salvador do Campo, classificaram-se Hermano Ferreira (Escola de Atletismo de Coimbra), nono colocado, com 02:26.58, enquanto Hélder Lopes (DCI/Trilhos Luso Buçaco) foi o décimo, com o tempo de 02:28.37.
Na prova feminina, no pódio estiveram três etíopes: Bontu Bekele Gada melhorou o seu recorde pessoal,  com o tempo de 02:33.38, superou as compatriotas Mestawot Tadesse (02:39.14) e Genet Getaneh (02:40.59).