Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

FADM e Refriango Organizam Nacional

03 de Março, 2017

Município de Quilengues acolhe a primeira prova do campeonato nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

A primeira edição do Campeonato Nacional de Motocross vai ser apresentada em conferência de imprensa na próxima quarta-feira na sede da empresa Refriango, localizado no bairro do Palanca. O evento da responsabilidade da Federação Angolana de Desportos Motorizados (FADM) e da empresa de bebidas e detergentes conta com a colaboração da Associação Provincial de Motocross de Luanda.

O vice-presidente para motocross da Federação Angolana de Desportos Motorizados, Orlando Almeida, assegurou ao Jornal dos Desportos que a Refriango é o principal patrocinador do campeonato nacional que arranca na segunda quinzena do corrente no município de Quilengues, província da Huila.

\"Estamos satisfeitos com a parceria que fizemos com a Refriango, uma empresa que muita importância dedica à causa social, no caso concreto, o desporto nacional. A vasta experiência dos responsáveis daquela empresa na realização de outras competições desportivas é um presságio para o sucesso desejado. Felicitamos os nossos parceiros da Associação Provincial por colaborar na busca do bem comum para a família do motocross\", avançou Orlando Almeida.

O dirigente desportivo destacou que a FADM e a Associação de Luanda buscam consensos de várias propostas para permitir a realização da primeira edição do Campeonato Nacional de Motocross sem a interferência na prova Provincial. A deslocação de meios técnicos e logísticos para as localidades que vão acolher as provas deve ser feita atempadamente. Para o efeito, devem estar salvaguardados os apoios e os meios facilitadores à movimentação.

O suporte da empresa Refriango conforta Orlando Bento. O dirigente afirmou que a FADM continua aberta para recepcionar outros parceiros interessados na competição nacional. A instituição tem como objectivo levar o motocross a todas as localidades do país com perspectiva de dar aos jovens talentosos a oportunidade de fazer uma carreira internacional de sucesso.

Na qualidade de antigo piloto e ex-vice-presidente da Associação Provincial de Luanda, Orlando Almeida reitera que Angola é fértil em pilotos talentosos que podem engrandecer o país nas montras internacionais. O também proprietário de uma das melhores equipas justifica que \"é necessário começar a trabalhar com seriedade naquilo que são os fundamentos desportivos\".

Orlando Almeida reitera a predisposição para continuar a dar o apoio incondicional à Associação Provincial de Luanda, não obstante as novas funções que desempenha na FADM. Apontou como uma das metas a revalidação dos títulos de campeões provinciais nas categorias de 250cc e 450cc (moto4).
Zé Cazenga e Edson Miranda levaram ao pódio o Team Orbel. O empresário augura conseguir uma triplete em 2017 com a melhoria de  Ricardo Jorge.


CIRCUITO JORGE VARELA
Associação agenda manutenção


A manutenção do circuito Jorge Varela, ao bairro do Gamek, domina a agenda de trabalhos da Associação Provincial de Motocross de Luanda na próxima semana, tendo em vista o arranque do campeonato provincial, no dia 25 do corrente. As obras vão incidir-se na limpeza da pista e na correcção das lombas.

\"O circuito Jorge Varela reúne as condições básicas para que os pilotos realizem as sessões de treinos sempre que necessário. Estamos a criar os meios para que, antes do início da época, possamos fazer algumas correcções pontuais e a remoção de objectos que possam ter sido deixados por crianças ou transeuntes\", informou Carlos Soweto

Durante a segunda reunião de concertação, realizada sábado último, na sede social da Associação, pilotos e dirigentes das equipas aprovaram o novo regulamento apresentado pela direcção de Carlos Soweto. O documento regula as relações profissionais da classe.

Outro tema aflorado prende-se com a realização da primeira edição do Campeonato Nacional de Motocross, sob a égide da Federação Angolana de Desportos Motorizados. A realização do evento mereceu o beneplácito dos presentes que consideraram \"ingente\" a elevação da competição à escala nacional.

Carlos Soweto garantiu que a instituição está a trabalhar em sintonia com a Federação Angolana dos Desportos Motorizados e demais parceiros na busca de condições que concorram para uma época profícua, quer na prova Nacional, quer Provincial. Adverte aos responsáveis das equipas a apostarem numa preparação acutilante dos pilotos.
 HELDER JEREMIAS