Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

FADM procura ajustar calendrio

Hlder Jeremias - 09 de Janeiro, 2020

Angolanos esto mais facilitados para altos voos nas provas internacionais

A calendarização das competições da época 2020 vai dominar a primeira reunião de direcção da Federação Angolana de Desportos Motorizados prevista para a próxima quinta-feira na sede social da instituição ao bairro Urbanização Nova Vida. O conclave vai também abordar as recomendações emanadas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e da Federação Internacional de Motociclismo (FIM).
A Federação Angolana de Desportos Motorizados (FADM) é membro de pleno direito da FIA e da FIM desde Dezembro último no Congresso realizado em Paris, França. A entrada de Angola nas duas instituições internacionais representa um ganho importante para o país, pois as competições angolanas passam a ser acompanhadas de forma rigorosa por aquelas entidades que superintendem o desporto motorizado, segundo Ramiro Barreira, presidente de direcção da FADM.
O encontro liderado por Ramiro Barreira e coadjuvado por Tó Peras, secretário-geral, vai definir as estratégias que visem salvaguardar o futuro da modalidade. As ilações da época passada colocam em causa a desenvoltura dos projectos dos associados em prol do desporto nacional.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Ramiro Barreira augura \"bons momentos\".
\"Estamos todos optimistas que o automobilismo e o motociclismo nacionais venham conhecer tempos de exaltação da qualidade competitiva. Por via da FIA e da FIM, os pilotos angolanos vão inserir-se com mais facilidade noutros campeonatos e vamos ter uma representação auspiciosa dos nossos jovens nas competições internacionais\", disse.
Ramiro Barreira sustenta que \"o desporto motorizado poderá trazer benefícios à economia nacional e a aposta da direcção da FADM passa pela dinamização das competições em todo o território nacional\". Para o sucesso dos jovens nacionais, o dirigente apela à colaboração de \"todas as forças intrínsecas\".
Ramiro Barreira sente-se confortado com o apoio institucional do Ministério da Juventude e Desportos, mesmo quando o país enfrenta limitações financeiras. O presidente de direcção almeja melhoria em 2020 para que os obstáculos financeiros sejam ultrapassados e deixem de inviabilizar a presença de jovens angolanos na mais alta esfera do automobilismo e motociclismo mundial.
O também piloto reconhece a massificação desenvolvida nas cidades de Benguela, Namibe, Cuanza Sul, Huambo, Cabinda, Malanje e Bié. Defende a necessidade de constituição de associações que se traduzem numa aposta em prol da juventude.