Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Faia ensaia Africano na Alemanha

Rosa Panzo - 06 de Março, 2016

Judoca angolana Antónia de Fátima aspira terminar a carreira desportiva em grande estilo competitivo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

Fotografia: Jornal dos Desportos

Com os olhos postos no Rio de Janeiro, a judoca angolana Antónia de Fátima "Faia" continua a preparar-se na Alemanha, com vista a participação no Campeonato Africano a disputar-se no próximo mês, na capital tunisina. Na prova qualificativa aos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Faia vai defender a liderança no ranking africano, que já ostenta há mais de seis de meses.

Para fazer jus ao nome e à liderança do ranking continental, Antónia de Fátima colecciona experiências em diferentes torneios internacionais. Depois de ter participado no Grand Slam de Paris, a judoca angolana participou recentemente no Open de Dusseldorf. Entretanto, o sorteio colocou-a para defrontar a britânica Megan Fletcher, uma das melhores judocas do mundo.

Depois de resistir aos minutos iniciais do combate, Antónia de Fátima "Faia" não teve a destreza para evitar um golpe da britânica no primeiro round.
Megan Fletcher aplicou um toke-waza que levou a angolana ao dojo e consequente eliminação do torneio alemão. Antónia de Fátima quer despedir-se das lutas em grande estilo. Depois de ter participado em Atenas'2004, Beijing'2008 e Londres'2012, a atleta angolana aspira terminar a carreira no país do Samba. Entre o desejo e o sonho, o caminho passa por Túnis, que é o palco certo para a obtenção do visto de acesso.

No Campeonato Africano, Antónia de Fátima vai estar acompanhada de outros angolanos, trata-se de Casimiro Bento e Nayr Garcia, que também procuram acumular a pontuação em diferentes torneios internacionais.

Um outro grupo de atletas nacionais prepara-se para representar o país no campeonato da Zona VI a decorrer de 14 a 19 do corrente, na África do Sul. Trata-se de Joelson Teixeira, da categoria de -66 kg; Hélio Zembula, -73kg; Delcio Mateus, -81 k; Eliseu Holo e Fidel Jaime, ambos dos -90 kg; Walter Teke e Sílvio Jorge, ambos do +90 kg.

Durante a semana, os seleccionados trabalharam as técnicas de toke -waza sob a orientação do treinador Yuri Paim, na Escola do Rangel. A experiência e elevada técnica competitiva dos atletas dão garantia ao seleccionador nacional de  obter o maior número de medalhas na África do Sul.