Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Falta de divisas atrasa selecção

Rosa Napoleão - 23 de Março, 2016

A ginástica nacional já elevou a bandeira nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

A saída da selecção nacional de ginástica aeróbica e artística, que vai disputar o Campeonato Africano das Nações, a decorrer de 23 a 26 do corrente, na Argélia, está condicionada à aquisição de divisas, segundo Auxílio Jacob, presidente de direcção da Federação Angolana de Ginástica.

A instituição desportiva "possui o dinheiro para a compra de bilhetes de passagem e estada, mas falta a conversão dos kwanzas em divisas" de acordo com o dirigente. A morosidade neste momento é a obtenção do documento do Ministério da Juventude e Desportos que facilite a compra de divisas a um preço reduzido.

Por conta de questões financeiras, a lista dos seleccionados para a competição africana está reduzida a dois atletas, mormente, Paiva Pedro e Márcio António Silapulsa, que vão ser acompanhados pelo técnico Agostinho Sungo.

O conjunto era composto por oito ginastas e cumpriu um estágio de quatro semanas no Huambo, onde aperfeiçoou os fundamentos técnicos como os esquemas de aeróbica individual, as afinações nos aparelhos de trave olímpica, paralelas e nos cavalos.

O objectivo principal dos ginastas é a revalidação do título alcançado em 2014 na Namíbia, onde os angolanos conseguiram seis medalhas de ouro, 12 de prata e cinco de bronze.

A ginástica nacional já elevou a bandeira nacional em várias competições internacionais, tais como a medalha de ouro na Taça do Mundo em Lisboa.