Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Falta de verba adia Taça da Liga

Rosa Napoleão - 19 de Junho, 2013

Para isso vão realizar vários torneios abertos onde eles vão ter a oportunidade de competir”, perspectivou.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os combates da Taça da Liga, em judo, podem voltar a ser realizados em Luanda desde que estejam garantidas as verbas para o seu suporte.
A informação foi prestada ao Jornal dos Desportos por Carlos Correia “Mestre Guda”, técnico principal da equipa de judo, do clube Terra Nova.
Mestre Guda disse que existe vontade de dar continuidade ao trabalho que ajudava na rodagem competitiva dos atletas, mas tudo depende da boa vontade das pessoas, de ajudar nas despesas.

“Foi muito difícil organizarmos a liga durante vários meses, porque nunca tivemos nenhum apoio financeiro. A competição sempre foi um sucesso graças ao apoio moral e organizacional que sempre tive de treinadores das outras equipas, que também colocavam em competição os seus atletas. Vamos regressar, mas gostava de pedir a solidariedade daquelas pessoas que amam o judo, no sentido de nos apoiarem, porque não é fácil”, disse.
O técnico assegurou que a Taça da Liga deu os seus frutos, uma vez que tem constatado uma melhoria no desempenho dos atletas.

“Fizemos um trabalho de massificação e rodagem e tivemos medalhas conquistadas no provincial, no nacional e até mesmo na Taça de Angola”.
O técnico, referiu ainda que o segundo lugar conseguido pelo clube da Terra Nova no último campeonato nacional por equipas, arrecadou três medalhas (ouro, prata e bronze), também se deveu à Taça da Liga. Mestre Guda acredita que a formação a partir da base é benéfica para quem deseja bons resultados, por isso programa trabalhar também com os escalões de iniciados.

“Vou apostar na formação dos pequenos, porque muitas vezes nos preocupamos somente com os experientes, quando os menores precisam da nossa atenção. Para isso vão realizar  vários torneios abertos onde eles vão ter a oportunidade de competir”, perspectivou.                  
RN