Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ftima Reis sugere reduo de GM

29 de Julho, 2015

Especialista deseja equilbrio competitivo

Fotografia: Jornal dos Desportos

A xadrezista angolana da EPAL, Fátima dos Reis, sugeriu a redução de Grandes Mestres (GM) de quatro para duas no torneio internacional em xadrez “Taça Cuca”, com vista a uma disputa mais equilibrada entre as representantes nacionais e estrangeiras na corrida ao ceptro.

A propósito do evento que decorre desde sábado na sede da Federação Angolana de Xadrez (FAX), em Luanda, a internacional com 1608 de pontuação elo, afirmou que habitualmente são convidadas GM do topo escaquístico mundial com pontos superior a 2.398, “o que sufoca as xadrezistas nacionais”.

“O nível da modalidade no país ainda é baixo. Reconhecemos que é uma mais-valia disputar uma competição com xadrezistas de topo, mas a organização deve rever a possibilidade de diminuir o número de convidadas (GM) de quatro para duas nas próximas edições”, disse.

A vice - campeã nacional acrescentou não adiantar a FAX albergar uma competição internacional e não ter ambições de conquistas, já que da primeira à sétima colocada na Taça Cuca têm sido atletas estrangeiras. 

A xadrezista mostrou-se satisfeita com o torneio internacional no sector masculino em que participam apenas dois grandes mestres, por indisponibilidade de outros dois. Entre os ausentes, destaque para Alexandre Fier (GM do Brasil), vencedor da 12ª edição. A prova feminina é disputada no sistema suíço. Ontem, Fátima Reis defrontou a angolana Irineia Gabriel.