Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federação admite mais atletas inscritos em dupla categoria

Silva Cacuti - 02 de Junho, 2013

Equipas vão poder inscrever agora até oito jogadores em dupla categoria

Fotografia: Jornal dos Desportos

As equipas nacionais de andebol podem inscrever, a partir da época de 2014, até oito atletas com dupla categoria, contrariamente aos quatro que eram permitidos até à presente época.  A decisão veio da assembleia-geral da Federação Angolana de Andebol que aprovou a proposta vinda do Conselho Técnico Nacional (CTD).
A reunião magna aprovou também a exigência de apresentação de certificado de aptidão física no acto das inscrições e a alteração de idades para os escalões etários, que constavam igualmente de uma proposta do CTD.

A categoria de juvenis compreende atletas com 14, 15, 16 e 17 anos. Nos juniores jogam atletas com 18, 19 e 20 anos. A reunião magna confirmou a realização dos campeonatos nacionais de juvenis e juniores por regiões, que vão, por quotas, apurar um máximo de 12 equipas. Luanda é a Zona Um e deve apresentar quatro equipas em cada um dos escalões. Benguela, corresponde à Zona Dois e apura três equipas. Todas as outras zonas apuram um representante.

A Zona Três corresponde às províncias de Cabinda e Zaire. Huambo, Kuando-Kubango, Bié e Kuanza-Sul vão jogar na Zona Quatro, para apurar um representante. Na Zona Cinco estão incluídas as províncias do Kwanza-Norte, Malange, Uíge e Bengo. A Lunda-Sul, Lunda-Norte e Moxico, compreendem a Zona Seis, ao passo que a Huila, Namibe e Cunene vão jogar na Zona Sete.

A assembleia-geral foi presidida por Teresa Cohen, vice-presidente da Mesa da Assembleia-Geral e os delegados aprovaram os relatórios de contas e de actividades referentes ao exercício de 2012. A reunião magna teve a presença de representantes de14 associações provinciais. No dia 31 de Maio, os agentes do andebol estiveram reunidos no Encontro Nacional que decorreu no âmbito das festividades do 20 de Maio, Dia Nacional do Andebol, e sob o lema: “Unidos em prol da família e do desenvolvimento do andebol”.


A. Gomes “Culau”

Província do Kwanza-Sul
projecta homenagem


A Associação Provincial de Andebol do Kwanza-Sul apresentou ontem uma proposta de realização de um torneio para homenagear o antigo seleccionador nacional e treinador do Petro de Luanda, Armando Gomes “Culau”. A intenção foi revelada durante a assembleia-geral da Federação Angolana de Andebol que decorreu numa das salas do Hotel Trópico, em Luanda.

Luís Reis, presidente da Associação Provincial de Andebol do Kwanza-Sul, disse que a sua instituição já tem idealizado um figurino para a Taça Armando Culau, mas não pode divulgar, “porque vai ser apresentado em jeito de proposta à federação e só depois revelar detalhes”.

A reunião magna da Associação Provincial de Andebol do Kwanza-Sul reagiu positivamente à proposta e solicitou que seja apresentada com detalhes. Pedro Godinho, presidente da federação louvou a iniciativa:

“estas iniciativas são de louvar, porque nem sempre nos lembramos das acções que devem e podem ser feitas no interior do país. Vamos ouvir a associação para sabermos como quer estruturar o torneio e damos todo apoio na regulamentação, técnico, material e, quem sabe, apoio financeiror”. Rui Ferreira, presidente da Associação de Benguela, enalteceu a iniciativa. “É uma homenagem merecida a um filho do andebol e se formos chamados a participar, vamos aderir”, comentou.

O dirigente de Benguela, cuja associação já tem nas provas oficiais o Torneio Pedro Godinho, disse que consta do programa de trabalho da sua associação a realização de um torneio que preste homenagem a todos os grandes nomes do andebol benguelense e nacional. Nascido no Kwanza-Sul, onde se notabilizou como andebolista, Armando Gomes “Culau” faleceu em 2008, vítima de acidente de viação. 
S.C