Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao destaca sacrifcio dos atletas

03 de Fevereiro, 2016

Federao destaca sacrifcio dos atletas

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente da Federação Angolana de Boxe (FABOXE), Carlos Luís, destacou e louvou na segunda-feira em Luanda o espírito patriótico e competitivo dos integrantes da Selecção Nacional, pela conquista de cinco medalhas no Campeonato Africano da modalidade da Zona IV, disputado na República de Moçambique. Ao avaliar o desempenho da representação angolana na prova, decorrida de 25 a 30 de Janeiro na cidade de Maputo em que conseguiu duas medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze, o dirigente referiu à Angop que a equipa em número reduzido teve de consentir enormes sacrifícios para suportar as dificuldades encontradas em todos os aspectos.

“Era nossa intenção levar pelo menos dez atletas, mas só foi possível a metade, por dificuldades de ordem financeiras. Além dos factores competitivos, também deparamo-nos com decisões menos correctas por parte da organização do evento, que entre outras atribuiu o terceiro lugar da classificação geral a equipa moçambicana. Por isso, acho que a nossa representação teve um comportamento digno de respeito”, disse.   
        
A proeza do país foi conseguida por intermédio dos pugilistas Menayame Mbimbi (81 Kgs), Ferdinande Pedro, Carlos Masia (+91), Raimundo Vidal (75) e Kiala júnior (69), orientados pelo treinador cubano Henriques Carrion.  O Botswana, com o arrebatar de quatro medalhas de ouro, dominou o torneio e destronou a  África do Sul.Na edição passada em  Pretória, Angola conquistou nove medalhas, das quais duas de ouro, uma de prata e seis de bronze. Angola esteve representada com 10 atletas.