Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao e petrolfera Total assinam contrato de patrocnio

Silva Cacuti - 20 de Março, 2013

Seleces femininas contam com novos financiamentos para compromissos internacionais

Fotografia: Jos Cola

A empresa petrolífera Total e a Federação Angolana de Andebol (Faand) rubricam hoje um contrato de parceria para apoio às selecções nacionais femininas, em cerimónia que decorre a partir das 17h30 numa das salas do Hotel Tivoli, em Luanda. A parceria vai consubstanciar-se em apoios regulares às selecções nacionais de cadetes, juniores e de seniores avaliados em cerca de 500 mil dólares por ano, de acordo com uma fonte próxima da Faand.

A Faand oferece, em contrapartida, a divulgação do nome da empresa em competições em que as equipas nacionais participem, exibir o logotipo da petrolífera nos documentos oficiais e exibir um painel com o logo da empresa nas competições que realiza. Da parte da Faand vai rubricar o documento o presidente Pedro Godinho e da parte da empresa petrolífera, Jean Michel Lavergne, director-geral, vai assumir o compromisso.

A parceria entre a Faand e a Total já dura há algum tempo. O acordo vai oficializar uma nova época no relacionamento entre as duas instituições.
Em 2011, a empresa do sector petrolífero Total começou a apoiar as acções preparativas da selecção nacional visando a presença nos Jogos Olímpicos de Londres de 2012. A preparação da selecção incluiu os estágios patrocinados pela Total.

“A expectativa que temos é de que esse contrato nos venha dar alternativa para que as nossas selecções trabalhem com mais dignidade, uma vez que as parcelas que recebemos do Orçamento Geral do Estado se têm revelado insuficientes para as despesas inerentes aos programas das selecções”, comentou António Santos, director executivo da Faand.

Os novos termos do contrato podem estar em evidência já em Maio, no torneio das quatro nações que se disputa na Coreia do Sul, de 23 a 26, com a participação da selecção sénior feminina. A equipa nacional vai dar o arranque à preparação para o campeonato do mundo que este ano se disputa na Sérvia no torneio de Seul.

Ainda este ano, as selecções de cadetes e de juniores femininos vão estar envolvidas na disputa dos respectivos campeonatos africanos.
A lista de selecções engajadas na disputa de provas internacionais é engrossada pelas selecções de cadetes e de juniores masculinos que vão jogar os campeonatos mundiais.