Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao enaltece presena de atiradores

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 07 de Outubro, 2015

Nmero de participantes no Lubango ultrapassou as expectativas dos dirigentes

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente da Federação Angolana de Tiro aos Pratos, Francisco Lopes Afonso “Wanga”, enalteceu a presença do número considerável de atiradores que proporcionaram um convívio salutar aos amantes da modalidade. O dirigente federativo manifestou sua satisfação pelo facto de terem participado muitos atiradores, sendo este o grande objectivo do tiro.

“No tiro participam pouco atiradores por ser um desporto caro, o material desta modalidade sobretudo as armas que são perigosas e os cartuchos custam caro. Porém, o que sempre friso é o convívio em sim”, salientou. Referiu que na 6ª Contagem do Campeonato Nacional de Tiro aos Pratos em Foxo Olímpico disputado no Lubango estiveram os melhores atiradores do país, seus amigos e familiares. “E hoje (domingo) os três Paulos, ficaram em primeiro lugar. E segundo a estatística, o nosso habitual campeão Paulo Silva, já é o campeão nacional antecipado nesta especialidade”, revelou.

Humberto Carvalho, presidente do Clube de Tiro e Pesca do Lubango considerou de positiva a prova por ter ultrapassado a expectativa o número de participantes.
Sustentou que a competição decorreu sem sobressalto e os atiradores da província da Huíla estiveram bem classificados. “É uma prova que foi bem disputada, daí que de uma forma geral correu bem. Também o número de participantes superou as expectativas uma vez ter competido 38 atiradores no total, o que é uma média muito boa”, elogiou.

Domínio
Alves vence prova



O atirador do Clube de Tiros e Pesca do Lubango, Paulo Alves, ao quebrar no total 142 pratos, sagrou-se vencedor da 6ª Contagem do Campeonato Nacional de Tiro aos Pratos em Fosso Olímpico, prova disputada sábado e domingo, na cidade do Lubango, província da Huíla. A segunda posição sorriu para o atirador Paulo Silva, do 1º de Agosto ao partir 140 pratos no cômputo geral, seguido por Paulo Gugas, da Socolil, com 140 pratos quebrados, porém não conseguiu passe para a final. A prova da 6ª Contagem do Campeonato Nacional da modalidade decorrido no Campo de Tiro aos Pratos “Paulo Silva”, localizado nos arredores do município da Humpata, cerca de 22 kms da cidade do Lubango, foi disputado sob o signo de equilíbrio tendo o vencedor sido encontrado através da s.off (morte subida), depois de na final os dois atletas partirem 10 pratos cada.

 O atirador Emerson Gomes, do Clube Desportivo 1º de Agosto, ocupou a quarta posição com 132 pratos partidos. No quinto lugar contentou-se o atirador do Clube de Tiro e Pesca do Lubango, Ricardo Lopes, ao conseguir despedaçar 120 pratos. O vencedor da prova, Paulo Alves, do Clube de Tiro e Pesca do Lubango no final era um homem alegre por ter conseguido triunfar uma competição que considerou bastante difícil.

“A vitória foi bastante difícil. A primeira mão foi inédita com os dois atiradores a partir 15 pratos cada. Depois desta final um pouco de nervosismo, mais de facto foi uma boa final. Realmente foi uma excelente prova com médias muito altas. Estivemos muito perto do record de Angola”, reconheceu.Referiu que, o atirador que tinha mais pratos 125 ficou a dois pratos do record de Angola e destacou que depois os dois atiradores (Paulo Alves e Paulo Silva) que disputaram a final estiveram muito encostados. Por isso, considerou ter sido uma grande prova. “E, quando isso sucede, esta de parabéns o tiro nacional que tem esta a evoluir bastante”, ressaltou Paulo Alves.

Para Paulo Silva, atirador do Clube Desportivo 1º de Agosto, segundo classificado da prova, sublinhou que o seu principal objectivo consiste na conquista do título nacional de tiros aos pratos. “Quero dar muito mérito ao vencedor desta prova (Paulo Alves). Estivemos muito bem os dois na final. Esta é a sexta prova e só me falta mais uma. O meu objectivo é a conquista do campeonato nacional.

E, este objectivo está quase concretizado. Ainda não fiz as contas, mas estou próximo em ser campeão nacional. Este é o principal objectivo”, afirmou Paulo Silva.
O 1º de Agosto ao totalizar 337 pontos venceu por equipa num certame que contou com a participação de 38 atiradores em representação da Socolil, Clube de Tiro e Pesca do Lubango, Inter de Angola, Força Aérea Nacional e atletas individuais. Na classe de juniores a vitória sorriu para Anthony Chaves, da Força Aérea Nacional com 108 pratos quebrados.