Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao homenageia Mota Gomes

Silva Cacuti - 16 de Setembro, 2014

A poca anterior foi marcada pela queda do recorde nacional dos estafetas 4X100.

Fotografia: Jos Soares

O antigo velocista angolano Mota Gomes falecido em Abril de 2013 vai ser homenageado com uma prova em sua memória, no calendário da Federação Angolana de Atletismo.  A primeira edição disputa-se já no dia 22 de Novembro, num percurso de dez quilómetros.

A prova vai servir de igual modo para os fundidas angolanos  prepararem-se para a São Silvestre. “Gostava de fazer esta homenagem numa prova de pista, antes dos campeonatos nacionais, mas introduzimos este ano e vamos depois reestruturar esta homenagem”, disse Carlos Rosa, presidente da Federação Angolana de Atletismo (FAA).

À data da sua morte, Mota Gomes exercia as funções de secretário-geral da FAA. Como corredor, foi o primeiro atleta angolano a conquistar uma medalha de bronze  em competição africana, nos Jogos da África Central (400 e 800 m), realizados em Angola, em 1981.

Além da homenagem, a programação da nova época 2014/15 que inicia a 17 do corrente com a disputa, em Luanda, do Grande Prémio Herói Nacional, inclui cinco provas de estrada antes da 59ª edição da São Silvestre que se disputa a 31 de Dezembro.

Aliás, todos os grandes prémios inscritos no calendário de competições disputam-se antes da São Silvestre. A 2 de Janeiro disputa-se o “meeting internacional Demósthenes de Almeida”. Em Fevereiro disputa-se a meia maratona “Fuga para a Resistência”, em Caxito.

No mesmo mês corre-se para o campeonato nacional de corta mato. Em Março decorrem os campeonatos nacionais de estafetas e de estrada.
O campeonato de juvenis em pista disputa-se em Abril e em Maio realizam-se os campeonatos nacionais de juniores em pista e a prova nacional de meia maratona.

O calendário divulgado cumpre-se em Junho com a disputa da Taça de Angola em pista e o campeonato nacional de seniores em pista, no mês de Julho. Carlos Rosa refere que a grande expectativa para a nova época está na melhoria das marcas pessoais dos atletas. A época anterior foi marcada pela queda do recorde nacional dos estafetas 4X100.