Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao oficializa novas idades

Silva Cacuti - 13 de Fevereiro, 2014

Crianas angolanas passam doravante a contar com campeonatos nacionais sob a gide da Federao Angolana de Andebol

Fotografia: Jornal dos Desportos

A época desportiva do andebol angolano, a ser aberta a 1 de Março, vai ser jogada com novas idades nos escalões de bambi, iniciados, juvenis, juniores, segundo o comunicado da Federação Angolana de Andebol (Faand) tornado público ontem.A alteração das idades foi discutida e recomendada na Assembleia Geral Ordinária da Faand realizada a 1 de Junho de 2013 e no Terceiro Encontro Nacional de Andebol.O documento refere que o escalão de bambi é jogado por atletas com idades entre oito e dez anos. No escalão de iniciados vão jogar atletas com idades entre dez e 13 anos.Nas mais relevantes alterações, os juvenis passam a contar com atletas dos 14 aos 17 anos, ao contrário da época passada em que os juvenis iam até aos 16 anos.

No escalão de juniores podem actuar atletas  dos 18 aos 20 anos, que passam a seniores a partir dos 21 anos.A justificação mais importante para a alteração das idades apresentada na altura das discussões foi a de coadunar as idades por escalões da Faand às praticadas pela Confederação Africana de Andebol (Cahb).Nesta época entram também em vigor as alterações ao Regulamento de Transferência dos Jogadores de Andebol (RTJA).A alteração mais relevante é a do artigo 13, n.º 1, que acaba com o hábito de as equipas se reforçarem com atletas estrangeiros na véspera dos campeonatos nacionais. A norma impõe o limite de três atletas estrangeiros para cada equipa, com a obrigação de serem inscritos, tal como os demais jogadores, no início de cada época.

A federação caucionou também a nova redacção do artigo 14, n.º 1 do RTJA que ganha a seguinte redacção: "Todo o atleta do escalão sénior ou autorizado para jogar em regime de dupla categoria deve estabelecer com o clube onde está inscrito um contrato desportivo".Para esta época, as equipas podem inscrever até oito atletas, em regime de dupla categoria, contra os anteriores quatro.A abertura oficial da época de 2014 tem lugar na cidade de Malanje, a 5 de Abril, com a disputa da Supertaça que vai opor, em masculinos, as equipas do Interclube, finalista vencido da Taça de Angola, ao 1º de Agosto, campeão nacional. A prova feminina vai ter como participantes o Petro de Luanda, vencedor da Taça, e o 1º de Agosto, campeão nacional. 

ZONAS DESPORTIVAS
ENTRAM EM VIGOR
As sete zonas desportivas definidas no Terceiro Encontro Nacional de Andebol entram em vigor a partir da época desportiva de 2014, com a implementação dos campeonatos regionais em juvenis e juniores.
De acordo com a reunião magna do andebol foram definidas sete zonas que devem, por quotas, apurar 12 equipas para a disputa dos campeonatos nacionais.
Luanda é a Zona n.º 1 e deve apurar quatro equipas. Benguela corresponde à Zona n.º 2 que apura três representantes para os campeonatos nacionais.
As demais zonas apuram um representante cada. As províncias de Cabinda e Zaire formam a Zona n.º 3, Huambo, Cuando Cubango, Bié e Cuanza Sul correspondem à Zona n.º 4, Cuanza Norte, Malanje, Uíge e Bengo formam a Zona n.º 5, a Lunda Sul, Lunda Norte e Moxico incorporam a Zona n.º 6, e a Huíla, Namibe e Cunene a Zona n.º 7.
Um dos objectivos da criação de zonas é evitar o grande número de equipas que se inscrevem para os campeonatos, juntando na cidade que alberga os nacionais um excessivo número de equipas. Por outro lado, as zonas visam também estimular o crescimento da modalidade nas respectivas áreas, através do intercâmbio entre as associações de duas ou mais províncias.
Os últimos campeonatos disputados em Luanda inscreveram em juvenis 18 equipas femininas e 16 masculinas, e em juniores 18 equipas femininas jogaram a prova, contra 15 masculinas.