Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao desaconselha sapato alto na preparao

Silva Cacuti - 24 de Outubro, 2019

A equipa tcnica apresenta nos prximos dias o plano de treinos

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

A selecção nacional sénior masculina deve encarar com respeito os adversários que vai encontrar no Campeonato Africano da Tunísia a ser disputado de 15 a 25 de Janeiro, defendeu Zeca Venâncio, vice-presidente da Federação Angolana de Andebol (Faand). Angola está inserida no grupo preliminar B ao lado do Gabão, Nigéria e a Líbia.
A selecção nacional pode pensar em chegar à final da prova continental, segundo o dirigente.
\"Penso que estamos num bom grupo. Há adversários que estão ao nosso nível e outros estão relativamente abaixo. É importante não ir à essa prova de sapato alto. Precisamos de estar concentrados para ficarmos no primeiro lugar do grupo. Depois, veremos quem nos aparece. Já ganhámos a Argélia e também aos Marrocos. Podemos pensar jogar a final\", disse.
Sobre a preparação da equipa, o dirigente destacou que começa em breve.
\"Estamos praticamente no início da preparação e, dentro de dias, vamos apresentar o plano de preparação\", disse.
Sobre a questão dos prémios devidos à selecção nacional sénior masculina, Zeca Venâncio disse estar crente de que o assunto pode ser resolvido em breve.
\"Temos estado a tratar com o Ministério da Juventude e Desportos e esse assunto tem sido abordado. Creio que pode ser superado em breve\", comentou.
A selecção nacional sénior masculina de andebol tem prémios em atraso desde 2015, quando disputou os Jogos Africanos de Brazzaville. Depois disso, conquistou a medalha de bronze nos Campeonatos Africanos do Egipto (2016), Gabão (2018) e, recentemente, em Rabat, o ouro no torneio dos Jogos Africanos. Todos os prémios devem ser pagos para animar os jovens e obedecer à lei.