Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federação e Clube do Lubango projectam Zonal VI

Helder Jeremias - 17 de Setembro, 2016

Os atiradores nacionais juntam-se hoje nas pranchas do fosso olímpico do Clube de Tiro e Pescas do Lubango

Fotografia: Jornal dos Desportos

A direcção da Federação Angolana de Tiro e do Clube de Tiro e Pescas e Caça do Lubango reúnem hoje, à margem do torneio GP "Aluminaço", para abordarem questões em torno da realização do Torneio da Zona VISASSC, que o fosso olímpico de Nossa Senhora do Monte vai acolher nos dia 1 e 2 de Outubro.

A informação foi avançada pelo secretário-geral da Federação, Adelino Chaves "Piguí", em que dá conta de que os aspectos, como a vinda de atiradores da África do Sul, Zimbabwe, Namíbia,  e Moçambique vão dominar as questões a serem colocadas na mesa do conclave, que também serve para aflorar aspectos técnicos, uma vez que a prova é também pontuável para a sétima jornada do Nacional de fosso olímpico.

A conjuntura económica actual, de acordo com Adelino Chaves, representa um dos maiores entraves com que a organização se debate, já que todos os países da Zona VI vivem um cenário idêntico ao que Angola atravessa, motivo que "suscita alguma apreensão quanto à presença de todos os membros".

O dirigente desportivo revelou que a Federação enviou os convites com a devida antecedência, de modo a permitir que estes façam uma preparação em tempo útil,  todos  confirmaram a vinda a Angola, está a organização a preparar as condições para que sejam instalados da melhor maneira possível, e prestigiarem o evento com uma participação vistosa.

"Temos pouco mais de uma semana para este importante evento, que anualmente se realiza num dos países da zona, desta forma, é necessário alinhavarmos as questões prementes para que o resto seja bem encaminhado. Acreditamos, que a cidade do Lubango tem condições excepcionais para albergar o torneio, mas o seu sucesso também passa pela colaboração de todos envolvidos", asseverou Adelino Chaves.


Tiro aos Pratos
Espingardas disparam no Lubango
para Grande Prémio Aluminaça


Os atiradores nacionais juntam-se hoje nas pranchas do fosso olímpico do Clube de Tiro e Pescas do Lubango para a disputa do Grande Prémio "Aluninaça", cuja final está marcada para amanhã, às 15h00, no quadro das comemorações alusivas ao Dia do Herói Nacional, assinalado ontem.

Desde ontem nas terras altas da Chela, atiradores do Clube de Tiro Caça e Pescas de Benguela, Clube de Caçadores da Cela, 1º de Agosto, Interclube, Força Aérea nacional, Team Socolill individuais, os homens das espingardas realizaram uma sessão de treinos livres muito profícua no período da tarde, da qual se pode tirar ilações sobre dois dias de provas renhidas.

Com os termómetros a registarem temperaturas baixas na cidade do Lubango e as excelentes condições técnicas do campo de tiro da Nossa Senhora do Monte, os atiradores podem desfrutar de um ambiente propício para quebrarem o maior número de pratos em projecção, em busca de mínimos para obtenção do troféu em alusão a empresa promotora do evento.

Os atiradores ao serviço do Interclube, Francisco Gatão, do 1º de Agosto, Jorge Prerestrelo, Team Socolill, Paulo Guga e do Clube de Tiro Caça e pescas de Benguela, Fernando Pessoa perfilam entre os principais candidatos ao troféu, tendo ainda a concorrência do campeão nacional, Paulo Silva e do vice campeão, Ricardo Lopes, para só citar estes.

O secretário-geral da Federação Angolana de Tiro, Adelino Chaves "Pigui", está satisfeito com as condições de trabalho alocadas pela organização, assim como a presença, em grande número, da nata de atiradores nacionais, pelo que não tem dúvidas que o elenco que o acompanha regressará  satisfeito do Lubango.

Adelino Chaves reitera, em nome da federação, o agrado pela positiva colaboração dos agentes desportivos, com particular realce na salutar promoção de eventos que se consubstanciam na união da família do tiro nacional e promete, em caso de reeleição da actual direcção, empenho para que o tiro ganhe maior expressão entre as modalidades desportivas pelo país adentro. Adelino Chave vai aproveitar a estada no Lubango para se inteira dos projectos que estão a ser gizados pelos diferentes clubes, no qual ressalta o Clube de Tiro caça e Pescas de Benguela, que tem em manga a inauguração do fosso olímpico internacional e pretende organiza, nos próximos tempos, o campeonato Africano de Tiro.

"É salutar ver a família do tiro junta para a disputa de uma prova de grande prestígio, tanto é que as condições são ideias para aquilo que cada equipa traçou como objectivo. Desta feita, estou em crer que ninguém sairá desiludido em função das circunstâncias em que nos encontramos. De resto, que saia vitorioso quem fazer para merecer",  aferiu Adelino Chaves.


ATIRADORA DO MOMENTO
Erica Andrade antevê boa
prestação no torneio  Zonal


A atiradora do 1º de Agosto, Erica Andrade, acredita na boa prestação das atletas nacionais na disputa do torneio da Zona VI que a cidade do Lubango vai acolher no dias 1 e 2 de Outubro, tendo em conta o nível de progressão com que se estão a pautar no Campeonato Nacional de Fosso Olímpico.

Considerada a melhor atiradora da actualidade, Erica Andrade lamenta o facto do número de atiradoras ter regredido nos últimos tempo, muito por conta dos custos que a modalidade acarreta e a situação económica desfavorável em que o país se encontra mergulhado, mas mantém a sua crença quanto a mudança do quadro em breve trecho.

Dotada de nível técnico que lhe permitiu representar as cores nacionais em diversos eventos internacionais, a jovem atiradora está a puxar pelas suas colegas mais novas Julieta Gabriela e Janaina Andrade, as quais, segundo afirma "estão a evoluir no sentido de, num futuro próximo, passarem a representar o género nas pranchas internacionais".

A construção de novos fosso olímpicos em Benguela, Luanda e Huila, de acordo com Erica Andrade, permite antever significativas melhorias para o tiro nacional, pelo que defende "a criação de mecanismo que possibilitem a inserção do maior número de praticantes nos clubes que ostentam tais instalações".