Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federer alérgico a surpresas

04 de Julho, 2014

O tenista Roger Federer, quarto cabeça de série, assegurou a presença nas meias-finais do torneio londrino de Wimbledon

O tenista Roger Federer, quarto cabeça de série, assegurou a presença nas meias-finais do torneio londrino de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, ao derrotar Stanislas Wawrinka.

Num encontro muito complicado para o maior campeão de sempre em torneios do Grand Slam, Wawrinka entrou muito forte e a tomar conta da grande maioria das trocas de bola, mas Federer foi pacientemente aguardando as suas oportunidades, até conseguir tomar a liderança do encontro e terminar totalmente por cima do compatriota, que acusou três dias consecutivos de competição.

Numa edição já marcada por algumas eliminações surpreendentes, Rafael Nadal, líder mundial, e Andy Murray, detentor do título, já foram afastados, Federer ainda permitiu ao seu oponente vencer o primeiro set, perdendo pela primeira vez nesta edição um parcial, mas recompôs-se e venceu o embate com os parciais de 3-6, 7-6 (7-5), 6-4 e 6-4.

Federer, que vai disputar a sua 35ª meia-final de um torneio do Grand Slam e que tenta tornar-se no primeiro jogador a conquistar oito vitórias em Wimbledon, vai defrontar no encontro de acesso à final Milos Raonic.

HISTÓRIA
Milos Raonic pôs ponto final a uma espera de 106 anos, ao tornar-se no primeiro tenista canadiano a atingir as meias-finais de Wimbledon, depois de vencer Nick Kyrgios, num dia em que o campeão Andy Murray caiu.

Foi um dia de emoções fortes no All England Club. A ronda começou com a eliminação do primeiro campeão britânico em 77 anos, diante de Grigor Dimitrov, prosseguiu com a difícil vitória de Novak Djokovic, em cinco sets, continuou com a 35ª presença numa meia-final de um Grand Slam por parte de Roger Federer e concluiu com o êxito de Raonic.

Primeiro canadiano em 106 anos nas meias-finais de Wimbledon, o oitavo cabeça de série venceu, por 6-7 (4-7), 6-2, 6-4 e 7-6 (7-4), o teenager  Nick Kyrgios, que na véspera tinha eliminado o "número um" mundial,   Rafael Nadal. "É espectacular ter este tipo de vitória, especialmente num torneio em que sempre quis jogar bem, algo que não consegui nos últimos anos. Dar a volta a isso é especial", reconheceu Raonic, que acredita ser este  mais um passo em frente no seu objectivo de se tornar o melhor tenista do mundo.

Impressionante no serviço, o tenista de 23 anos fez 39 ases, o último dos quais para converter o seu quarto match-point, garantindo também a primeira presença de um canadiano nesta fase de um Grand Slam desde 1923.


Djokovic regressa
às meias-finais


Novak Djokovic, "número dois" mundial, garantiu a qualificação para as meias-finais de Wimbledon pelo quinto ano consecutivo, ao derrotar nos quartos-de-final Marin Cilic, 26.º cabeça-de-série, por 6-1, 3-6, 6-7(3), 6-2 e 6-2, num encontro com três horas de duração.

No encontro de acesso à final, que seria a terceira da carreira de Novak Djokovic em Londres, ele vai medir forças com Grigor Dimitrov, que derrotou Andy Murray nos quartos-de-final e evitou a reedição da final do ano passado.

Djokovic e Dimitrov vão defrontar-se pela quinta vez e Novak comanda o confronto directo por 3-1. Os dois tenistas nunca se defrontaram em relva.