Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federer conquista troféu no Dubai

03 de Março, 2014

Tenista suiço Roger Federer ergueu primeiro troféu desde Junho do ano passado

Fotografia: AFP

Com mais uma reviravolta, Roger Federer (8.º) quebrou um jejum de mais de oito meses e ergueu um troféu. Federer derrotou, na tarde de sábado, Tomas Berdych (6.º) por 2 sets a 1, de reviravolta, com parciais de 3/6, 6/4 e 6/3, e conquistou o ATP 500 do Dubai. O tenista de 32 anos não conquistava um título desde Junho de 2013, quando venceu o ATP 250 de Halle, na Alemanha, num piso de relva. Federer também já tinha necessitado de uma reviravolta para avançar para a final, já que na sexta-feira derrotou Novak Djokovic (2.º), para as semifinais, após também perder o primeiro set.

Esta foi a segunda final de Federer em 2014, que já tinha decidido o ATP 250 de Brisbane, em Janeiro, quando perdeu para   Lleyton Hewitt. Federer foi campeão no Dubai pela sexta vez. Na final de sábado, Federer conseguiu uma quebra logo no terceiro jogo do primeiro set para  liderar. Mas Berdych não aliviou, devolveu em seguida e manteve o equilíbrio no campo. Mais tarde, Berdych encontrou vantagem com nova quebra de saque e fez 4-2. Depois fechou a parcial por 6-3.

No segundo set, foi a vez de Berdych começar a quebrar, para devolver mais tarde. No momento decisivo, porém, deu para Federer, que quebrou no último jogo e fechou por 6-4.Com uma quebra no quarto jogo, Federer abriu vantagem no set decisivo fazendo 4-1 mais tarde ao confirmar o saque. Com o título na mão, o ex-número um do mundo venceu por 6-3 após duplo match point no último jogo.

BELLUCCI ADMITE
FALTA DE COMPETÊNCIA


Thomaz Bellucci esteve quase a classificar-se para a final do Open do Brasil  ATP 250 realizado em São Paulo, mas uma queda de ritmo no final do terceiro set  impediu-o de vencer Federico Delbonis.  Apesar de se dizer satisfeito com a campanha, o tenista lamentou a falta de concentração nos momentos decisivos do duelo.Bellucci acabou derrotado por Delbonis por 2 sets a 1, com parciais de 6-4, 6-7 (5-7) e 6-4. Depois de conseguir virar o segundo set, Thomaz Bellucci vinha bem no parcial final, com 4-2 no “placard”, mas  passou a cometer muitos erros e acabou derrotado.

“Consegui reverter uma situação difícil, mas na hora de matar o jogo não tive competência para isso. Fiz o mais difícil. Na hora em que estava em cima no placard, deixei escapar algumas oportunidades. Nesse nível não dá para jogar tão mal quanto joguei quando o placard ficou 4-2”, disse.
Apesar da eliminação diante da claque brasileira numa partida tensa, Bellucci aprovou o desempenho da semana. Depois dos quartas-de-final do ATP 500 do Rio de Janeiro, em São Paulo ele chegou à primeira semifinal do torneio de nível ATP desde Outubro de 2012, quando foi vice-campeão em Moscovo.

Dimitrov conquista primeiro ATP 500

Após surpreender no piso rápido de Acapulco e derrotar o britânco Andy Murray (6º), o búlgaro Grigor Dimitrov (22º) confirmou o bom momento no fim-de-semana ao derrotar o sul-africano Kevin Anderson (21º) e conquistou pela primeira vez um ATP 500 na carreira. Numa partida empolgante e longa, Dimitrov precisou de três sets para bater o gigante Anderson, de 2,03m.

Após três horas de jogo, as parciais foram de 7/6 (7-1), 3/6 e 7/6 (7-5), em confronto disputado e marcado por elevado número de erros de Anderson. Com o resultado, Dimitrov alcançou a melhor classificação da sua carreira no ranking. Na próxima actualização, ele deve aparecer na 16ª posição, enquanto Anderson deve figurar no 17º lugar.

O namorado da russa Maria Sharapova se tornou o primeiro tenista de fora da Espanha a vencer o ATP 500 mexicano após seis anos. Nas últimas edições, haviam sido três títulos de David Ferrer, dois de Nicolas Almagro e um de Rafael Nadal.