Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fernando Alonso arrasa Honda

19 de Abril, 2017

Piloto foi forçado a desistir três vezes

Fotografia: ANDREJ ISAKOVIC | AFP

Decepcionado com o rendimento na McLaren, Fernando Alonso não se conteve nas críticas à Honda, fornecedora de motores da empresa. O espanhol foi forçado a desistir do Grande Prémio do Bahrain, à duas voltas do fim, mostrou a sua frustração via rádio, em declarações reproduzidas pelo Autosport.

\"Como é que eles podem ultrapassar-me? Eles estão 300 metros atrás de mim, e passam-me numa recta. Nunca corri com tão pouca lentidão na minha vida”, desabafou.Já depois da corrida, Alonso admitiu que o veículo que conduzia era menos competitivo do que nas corridas iniciais, em Melbourne e Xangai.

\"Acho, que estivemos perto dos pontos, em algumas partes da corrida, mas nunca tivemos o ritmo que conseguimos na China ou na Austrália, fomos um pouco mais lentos desta vez\", explicou à NBC.Este foi, de resto, o terceiro abandono forçado do espanhol, em outras tantas corridas. \"Não desejo a ninguém uma situação destas\", acrescentou Alonso, que vai falhar o GP do Mónaco para correr a Indy 500.

VERSTAPPEN

Max Verstappen foi obrigado a retratar-se e pedir desculpas a todos os brasileiros, depois de ´descarregar` a sua frustração em Felipe Massa, após a qualificação falhada para o Grande Prémio do Bahrein, em Fórmula 1. O jovem piloto holandês atirou-se ao veterano brasileiro da Williams, por entender que este o prejudicou em pista.\"Bom, ele é brasileiro, então não há muito a dizer...\", comentou na altura, Verstappen. Uma declaração que não caiu bem, a Massa.

\"Eu disse-lhe: ´tem cuidado com o que dizes, porque ainda vais ter de ir correr ao Brasil. Cuidado com o que dizes`. Não foi correcto falar dos brasileiros, sem saber sequer do que estavas a falar. E, em segundo lugar, ele não sabia mesmo do que estava a falar, porque eu nem o atrapalhei. Disse-lhe: \"aconteceu a mesma coisa, entre mim e o Hulkenberg. Vê lá, se está alguém a reclamar um do outro? `

Antes de abrir a volta, tens de estar na melhor posição possível. Se não conseguires, a culpa é tua\", disse o veterano piloto brasileiro.O holandês da Red Bull já reconheceu o erro, e pediu desculpas.\"Fiquei muito desapontado com a minha prestação, na última volta, e tive uma reacção emocional que foi tirada do contexto. Nunca pretendi ofender o povo brasileiro. Peço desculpa a todos que se sentiram ofendidos, e espero, ansiosamente, voltar a correr no vosso país.

De modo algum quis insultar os brasileiros, um povo que respeito imenso e que sempre foi muito simpático comigo, sempre que visitei o país. Um dos melhores momentos da minha carreira, foi há uns anos o Grande Prémio do Brasil, sendo um momento ainda mais especial por ter sido vivido no país que nos deu pilotos lendários como Senna, Fittipaldi e Piquet\", escreveu Verstappen nas redes sociais.

Fórmula 1
Alonso demonstra insatisfação


O início de ano está aquém das expectativas para a McLaren e deixa os pilotos visivelmente incomodados. Na mais recente prova da época, o Grande Prémio do Bahrein, Stoffel Vandoorne nem sequer partiu, após um problema num dos seus motores, a ser detectado na volta de apresentação, antes do início oficial da corrida. Tal episódio não passou em branco pelo colega de equipa do jovem piloto belga, bicampeão mundial, Fernando Alonso, que comentou o ocorrido com descontentamento.

“É impressionante, pois Stoffel trabalha muito duro. Esse final de semana, houve muita má sorte com as mudanças no motor e ele nem mesmo correu. Você pode ser rápido e lento em alguns momentos, em diferentes corridas ou diferentes circunstâncias, mas não  iniciar uma corrida  é impressionante”, comentou o espanhol.

Se o seu companheiro não iniciou a corrida, Alonso vive a sina de não terminá-las. Pela terceira vez, em três provas no ano, o espanhol abandonou o percurso antes da conclusão, e pretende melhorar o desempenho o quanto antes.“Veremos o que podemos fazer, agora a pensar na Rússia. Nós, realmente, precisamos sair melhor do que aqui. Não desejo a ninguém estar nesta situação”, disparou Alonso.


Após à realização do Grande Prémio do Bahrein, no final de semana, a Fórmula 1 permanece no país por alguns dias de testes, com vista o restante da temporada. E, ontem, as primeiras actividades do Autódromo de Sakhir foram realizadas, com parte dos pilotos da categoria em busca na pista, de melhorar o restante das provas do circuito.

E, como já é costume, desde o início da temporada 2017, a McLaren não conseguiu desempenho satisfatório.Mandando para a pista o jovem Oliver Turvey, piloto de desenvolvimento da equipa, a equipa inglesa completou  duas voltas, até que um novo problema no motor Honda fosse detectado. No final de semana, falhas no motor impediram Stoffel Vandoorne de largar para a prova.