Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ferrari confirma Alonso e Kimi

25 de Agosto, 2014

Após onze corridas no actual campeonato o espanhol Fernando Alonso é o quarto na classificação geral com 115 pontos ganhos

Fotografia: AFP

O italiano Marco Mattiacci, chefe da equipa da Ferrari afirmou em entrevista à emissora britânica Sky Sports divulgada sábado último que os pilotos Fernando Alonso e Kimi Räikkönen vão continuar  como titulares na próxima temporada de Fórmula 1. Mattiacci participou do programa conduzido pelo ex-piloto Martin Brundle, hoje comentarista.

Os rumores das últimas semanas indicavam que a situação dos dois pilotos da equipa ainda não estava definida. Fernando Alonso devia estar  a negociar a sua extensão de contrato com a equipa para se tornar, ao que tudo indica, o maior salário da história da categoria. Todavia, o espanhol ainda não o assinou.

Com relação a Räikkönen, as especulações sugeriam que o finlandês podia  mais uma vez ser demitido por conta de seu fraco desempenho no campeonato 2014. O piloto sofre para se adaptar ao carro  que a Ferrari colocou na pista nesse ano. Kimi voltou à Maranello justamente nessa temporada.

Após  11 corridas no actual campeonato, Alonso é o quarto na classificação geral com 115 pontos ganhos. Kimi ocupa a 12ª posição com 27 pontos. O espanhol marcou pontos em todas as etapas de 2014 e conquistou dois pódios. O melhor resultado do finlandês foi uma sexta posição. Räikkönen tem quatro abandonos no ano. Entretanto, Lewis Hamilton perdeu a disputa da pole position para Nico Rosberg no sábado, em Spa Francorchamps e culpou os travões pelo segundo lugar na grelha de partida. Segundo o piloto britânico, a sua Mercedes apresentou defeitos na desaceleração.

“Tive problemas nos travões. E quando é que eu não tenho problema? Esse é um circuito onde você tem que ter confiança nos travões”, disse. “Você pode ver que o meu travão esquerdo não estava a funcionar adequadamente no Q3 por algum motivo, eu não sei por quê”, justificou Hamilton para a Autosport.

Hamilton tinha acabado os treinos livres de sexta-feira com a melhor volta. Já Rosberg conquistou a sua quarta pole consecutiva. Ao contrário do britânico, Rosberg foi só elogios pelo desempenho da Mercedes.“Eu estou muito feliz. O carro portou-se  muito bem.  Com a ajuda  dos engenheiros que afinaram perfeitamente o carro, nós conseguimos. Estou muito feliz”, declarou o alemão.