Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ferrari oficializa saída de Alonso e entrada de Sebastian Vettel

21 de Novembro, 2014

Enfim as especulações em torno de Sebastian Vettel e Ferrari acabaram com o ingresso do alemão na equipa italiana

Fotografia: AFP

Enfim as especulações em torno de Sebastian Vettel e Ferrari acabaram. Isso porque, na manhã desta quinta-feira, a escuderia italiana cravou o acordo com o tetracampeão, que vai pilotar o carro vermelho a partir de 2015. O acerto foi anunciado logo após a confirmação da saída de Fernando Alonso.

O alemão e a sua nova equipa fecharam um vínculo por três temporadas. Sendo assim, Sebastian formará dupla com o finlandês Kimi Raikkonen, substituindo Fernando Alonso. O espanhol pilotou na Ferrari durante cinco anos, nos quais não conseguiu voltar a ser campeão - conquistou dois títulos mundiais pela Renault.

Em nota, o chefe da Ferrari, Marco Mattiacci, exaltou a contratação do piloto germânico, que é a grande esperança da equipa vermelha em reviver os tempos de vitórias.

"A Ferrari decidiu colocar a sua fé no mais jovem campeão múltiplo da história da F1. Em termos de F1, Sebastian Vettel é uma combinação única de juventude e experiência e ele traz consigo um grande espírito de equipa que vai se mostrar inestimável quando, juntamente com Kimi, começarmos a enfrentar os desafios que nos esperam".

"Com Sebastian, todos nós compartilhamos a sede de vitória, bem como o entusiasmo, uma forte ética de trabalho e tenacidade, elementos-chave para que todos nós na Ferrari possamos escrever um novo capítulo de vitórias em nossa história", disse Mattiacci.

O tetracampeão não ficou atrás e mostrou estar entusiasmado com a chance de pilotar pela equipa na qual o seu maior ídolo venceu cinco vezes o Mundial de Fórmula 1.

"A próxima etapa da minha carreira na F1 será com a Ferrari, e isso, para mim, significa um sonho que se tornou realidade. Quando eu era criança, Michael Schumacher no carro vermelho foi o meu maior ídolo e agora é uma honra incrível finalmente ter a chance de pilotar uma Ferrari. Já tive uma pequena amostra do espírito da Ferrari quando venci em Monza, em 2008, com um motor de Maranello", escreveu Vettel em comunicado.

"A equipa tem grande tradição neste desporto e estou extremamente motivado para ajudar a equipa a voltar ao topo. Vou colocar o meu coração e a minha alma para fazer isso acontecer", completou o alemão.

A última vez que a Ferrari fez um piloto campeão foi em 2007, quando Kimi Raikkonen venceu o campeonato. Entre os construtores, o último título veio em 2008. Na ocasião, Felipe Massa foi o vice e Lewis Hamilton, ainda na McLaren, venceu o Mundial de Pilotos.