Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ferroviário de Luanda vai instituir Memorial

Silva Cacuti - 11 de Dezembro, 2013

Olim anunciou também uma maratona com equipas infantis no próximo sábado de manhã, dia em que, à tarde, se disputam as finais.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Um torneio em juvenis masculino e feminino, aprazado para os dias 13 e 14 do corrente, vai marcar a instituição do Memorial Fernando Moreira, no quadro da estratégia de reestruturação e recuperação da mística do Ferroviário de Luanda (CFA), disse Bráulio de Brito, presidente da direcção do clube luandense.“Decidimos fazer este memorial nesta altura, porque entendemos que o treinador Fernando Moreira deve ser lembrado e devemos contribuir para perpetuar a memória dos atletas, treinadores e até dirigentes que ajudaram a edificação deste grande clube”, disse.

Participam na primeira edição as equipas juvenis masculinas da Banca, Ferroviário, Interclube e Kabuscorp. Em femininos, jogam o Petro de Luanda B, Sporting de Luanda, Ferroviário e Desportivo do Maculusso. Emanuel Olim, coordenador de andebol do clube, disse que outras categorias podem ser integradas no memorial. Olim anunciou também uma maratona com equipas infantis no próximo sábado de manhã, dia em que, à tarde, se disputam as finais.

Fernando Moreira foi jogador antes de se dedicar à carreira de treinador das equipas do Ferroviário de Luanda, ASA e da Selecção Nacional feminina de andebol. Faleceu em 2008, por doença. Foi o primeiro técnico a conquistar um título africano para Angola, em 1987 com o Ferroviário de Luanda a Taça africana de clubes em femininos.Dois anos depois, com a Selecção Nacional sénior feminina, conquistou a primeira medalha de ouro para o país. Fez ainda parte da equipa técnica nacional de juniores em masculinos, liderada por Pina de Almeida, que conquistou a medalha de bronze, em 2006, em Abidjan, Costa de Marfim.

Desporto militar
encerra assembleia


As decisões da 30.ª Assembleia-geral do Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM), designado também por Gabinete de Ligação da África Leste-Sul (ESALO), são apresentadas hoje durante uma conferência de imprensa marcada para as dez horas, no Hotel Ágata, no Morro Bento.
A reunião magna do CISM-ESALO analisou as resoluções finais da assembleia-geral anterior. São membros activos do CISM-ESALO, a África do Sul, Angola, Botswana, Lesoto, Malawi, Namíbia, Suazilândia, Zâmbia, Zimbabwe e Moçambique. A reunião teve como figura proeminente o nigeriano Abdullahi Maikano, secretário-geral da Organização do Desporto Militar em África (OSMA).  Angola vai assumir a presidência do CISM/ESALO de 2016 a 2020.Esta é a terceira vez que Angola acolhe a assembleia-geral regional, a primeira foi em 1991, ano em que aderiu à organização, e em 2004.SILVA CACUTI