Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Festival movimenta crianas de vrias escolas

Rosa Panzo - 25 de Setembro, 2016

Fotografia: Agostinho Narciso

O festival contou com a presença do director para política desportiva do Ministério da Juventude e Desportos (Minjud), António Gomes, e algumas membros ligados a federação.

A vice-presidente da FAN, Ana Lima disse a imprensa no final da actividade, que a realização do evento superou as expectativas traçadas pela organização do festival desde, a realização ao número de escolas inscritas.

" Contávamos apenas com 200 crianças, mas fomos surpreendidos com o número de petizes que aderiram ao evento, porque apareceram escolas para disputar, que não estavam inscritas. Mas como o objectivo era a promoção da natação todas participaram e isto foi bom, porque superou as nossas expectativas em termos de participantes", disse.

Para a dirigente, o objectivo do festival não era de carácter competitivo. " O que pretendíamos com este festival conseguimos, porque queríamos confraternizar e mostrar as crianças das escolas que participaram pela primeira vez, o mundo da alta competição", referiu.

As mais 200 crianças que participaram no festival eram oriundas das escolas de formação, José Marti, Clube Náutico da Ilha de Luanda, Decifer escola, 1º de Agosto, Marinha de Guerra, Piscina do Alvalade, Conceito, Paulo Júnior, Colégio iniciação, Onda Spor Clube e a Escola 1056.  

ANTÓNIO LUCIANO
CONSIDERA POSITIVO

O professor António Luciano, da escola de formação Decifer, disse em declarações ao Jornal dos Desportos, que ficou muito surpreendido com o que viu no decorrer da actividade, pelo facto da sua escola ser estreante em actividades do género.

" O facto da minha escola ser estreante em actividades do género considero positivo a organização do festival, porque tudo me surpreendeu. Desde a forma como as crianças demonstraram tudo o que apreendem nas escolas até o nível de organização da prova", sublinhou.

O professor aproveitou a oportunidade para apelar aos empresários para apoiarem a modalidade. "Os que já o fazem continuem, os que nunca apoiaram apoiem, porque a natação angolana tem futuro".