Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

FIA e equipas continuam desavindas

04 de Abril, 2016

Pilotos e responsáveis da Federação Internacional continuam de costas viradas

Fotografia: AFP

As equipas de Fórmula 1, reunidas ontem, antes do GP de Bahrein, não chegaram a um acordo sobre o polémico sistema de qualificação adoptado para o presente Mundial, embora tenham descartado o regresso ao método utilizado em 2015.

A reunião, presidida durante hora e meia pelo titular da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, e à qual participaram também o promotor da F1, Bernie Ecclestone, e o director da Pirelli, Paul Hembery, terminou sem acordo, por isso que as partes voltarão a tratar o assunto na próxima quinta-feira em um local não precisado.

O novo formato de qualificação, que já foi utilizado nesta temporada, recebeu duras críticas das equipas e pilotos, mas Todt e o promotor da F1, Bernie Ecclestone, se opõem a recuperar a antiga fórmula.

"As equipas estavam de acordo em voltar ao formato de 2015, mas Todt e Bernie Ecclestone se opuseram", revelou o director da Mercedes, Toto Wolff, após a reunião deste domingo.

O presidente da FIA propunha um acordo unânime entre as partes envolvidas sobre o sistema de qualificação, mas o pacto não se ocorreu.

O novo formato induziu a maioria dos pilotos a não disputar em Melbourne a "pole" no final do Q3, a última parte da sessão de qualificação, por considerar que não tinham chances, a fim de economizar pneus para a corrida.