Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

FIA processa Philippe Streiff

26 de Janeiro, 2015

Philippe Streiff está numa cadeira de rodas depois de sofrer acidente durante testes no circuito de Jacarepaguá no Rio de Janeiro

Fotografia: AFP

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, e o responsável pela Comissão Médica da entidade, Gérard Saillant, vão processar o ex-piloto de Fórmula 1 Philippe Streiff por comentários sobre a investigação sobre a batida de Jules Bianchi no último Grande Prémio do Japão.

Em cadeira de rodas desde o acidente sofrido em testes no circuito de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, em 1989, Streiff disse à emissora britânica “Radio Free” que a comissão de investigação sobre o acidente de Bianchi limitou-se a isentar a FIA da culpa. A federação emitiu uma nota a avisar que entra na justiça contra o ex-piloto francês.

“A FIA, o seu presidente Jean Todt, assim como Gérard Saillant, presidente da Comissão Médica, estão consternados ao tomar conhecimento dos comentários recentes feitos por Philippe Streiff sobre o estado de saúde de Jules Bianchi”, disse o organismo na nota.

“A FIA, Jean Todt e Gérard Saillant declaram categoricamente que os comentários insultuosos e difamatórios de Philippe Streiff são totalmente infundados e demonstram má intenção. Em vista da gravidade deste ataque deliberado contra a sua reputação, tiveram de pedir aos seus advogados que apresentem uma denúncia por difamação e injúria”, acrescentou.

Nas declarações à 'Radio Free', Streiff acusou Todt de ter organizado um relatório sobre o acidente de Bianchi para ser aprovado pelos investigadores. “Um documento elaborado por um grupo de dez amigos, entre eles o professor Gérard Saillant, que exime a FIA de erros”, denunciou.

“O essencial agora é que Jules Bianchi possa recuperar ao máximo as suas capacidades físicas e intelectuais”, completou.
Jules Bianchi permanece internado num hospital em França como resultado do grave acidente sofrido em Suzuka em 5 de Outubro, no qual sofreu graves lesões na cabeça.

Com muita água acumulada e má iluminação na pista devido à intensa chuva que caiu durante toda a corrida, Bianchi, de 25 anos, perdeu o controlo do seu Marussia e chocou violentamente contra um guindaste que retirava a Sauber do alemão Adrian Sutil.