Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Filipe Andr inicia treinos de adaptao

Rosa Panzo - 30 de Setembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

Filipe André, o único representante do país no Campeonato Africano de Vela a decorrer de 6 a 12 de Outubro, começa hoje os treinos de adaptação nas águas argelinas. O angolano estreia-se na competição continental da classe Laser Standard e aproveita os poucos dias que antecedem o início da competição para limar as arestas e adaptar-se ao clima.
Apesar de ser estreante, Filipe André disse, ao Jornal dos Desportos, estar confiante na obtenção de bons resultados."Já tive várias internacionalizações, mas nesta classe é a primeira. Não conheço os meus adversários, mas não estou inibido; estou a preparar-me para enfrentar todos os adversários na luta pelos lugares do pódio", disse.
Nessa estreia, o velejador tem como um dos principais objectivos garantir o apuramento aos Jogos Olímpicos de Tóquio '2020.O dia de ontem foi reservado à preparação do material, afinação da embarcação e fazer reconhecimento do palco da competição."
Em Luanda, tive uma boa preparação, mas, nesta semana, vou trabalhar arduamente para me familiarizar com os ventos e água argelina", teceu.Em competições internacionais, o velejador começou a vestir a camisola da selecção nacional no Africano do Quénia em 2010, no qual a selecção conquistou a medalha de bronze na classe Optimist.
 A segunda internacionalização ocorreu no Africano da Tanzânia da classe Optimist, no qual Angola conquistou a medalha de prata.Em 2014, Filipe André participou no Africano da Argélia na classe Laser 4.7 e conquistou a medalha de bronze. No mesmo ano, o velejador participou de um torneio internacional em Marrocos, denominado, a Taça do Rei. O jovem conquistou a medalha de prata.Em 2016, participou no Campeonato Africano de Moçambique  e  terminou na quarta posição na classe Laser Radial.