Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Filipe Cruz j tem equipa para o africano do Marrocos

30 de Agosto, 2018

Evoluo de jovens agrada o seleccionador nacional

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

 

O seleccionador nacional júnior masculino de andebol, Filipe Cruz, disse estar optimista em relação à participação da equipa no 24º Campeonato Africano, que se disputa de 7 a 14 de Setembro, em Marraquexe, Marrocos. O treinador falava à nossa reportagem, ontem, após a primeira sessão de treinos do dia e não estabeleceu objectivos específico para a prova. Na anterior participação, em 2014, obteve o terceiro lugar e apurou Angola para o Mundial de 2015, no Brasil.
\"Durante as primeiras semanas, preocupámo-nos mais com os aspectos físicos, conteúdos de ordem defensiva e ofensiva. Agora, entramos na fase em que estamos a tentar a consolidar todas estas ideias. Sentimos que a equipa melhorou bastante. Da forma como iniciámos, estávamos bastante cépticos em relação ao que podíamos fazer. Actualmente, com a melhoria, estamos um pouco mais optimistas com relação àquilo que será a nossa participação\", disse.
Apesar de optimista, Filipe Cruz fala da necessidade de trabalhar em todos os sectores da equipa. 
\"Em todos os sectores, estamos com demasiado défice. Em todas as fases do jogo, todos os postos específicos, temos um grupo de atletas
com muitas debilidades, quer técnicas quer tácticas. E, se o jogador não tiver o domínio da parte técnica, não há qualidade no jogo\", descreveu.
Filipe Cruz sustentou que \"nesta ordem de ideias, todos os sectores são preocupantes\".
\"O que temos de fazer é criar uma dinâmica de jogo de forma a que tenham uma ideia de como funciona cada fase do jogo. Acreditamos que estão a interiorizá-la, a experiência tem sido boa e pensamos que no final será gratificante\", concluiu.Feliciano Coveiro \"Lami\" e Áurio  de Barros, dois atletas mais experientes do grupo, falam da vontade de dar o melhor de si para dignificar as cores nacionais.
Coveiro, 19 anos, foi a surpresa na convocatória da selecção sénior, que disputou o último Campeonato Africano, e partilha o seu sentimento. 
\"Ganhei a experiência no campeonato de seniores e digo aos colegas que não será fácil. Temos de nos preparar bem psicologicamente\", aconselha.
Por seu turno, Áurio de Barros, único do grupo que esteve no Africano júnior do Quénia, em 2014, hoje com 19 anos, não entra em euforias. 
\"Almejamos fazer o melhor, depois tudo acontece. Temos muita dedicação, pouco tempo de preparação e, ainda assim, almejamos o melhor\", comentou.
Eis os integrantes da pré-selecção com que trabalha Filipe Cruz: Ariel da Silva (Desportivo da Banca), Joaquim Moreno (1º de Agosto) e José Nunda (Interclube), todos são guarda-redes. Edson Francisco e Martinho Francisco (ambos do Desportivo da Banca) e Wilson Silva (Interclube) actuam na posição de pivots. Os centrais são Ortêncio Manuel (Desportivo da Banca) e Vicêncio Nascimento (1º de Agosto).  Filipe Cruz chamou para ponta esquerda Luís Dumba e Josemar de Almeida (ambos do 1º de Agosto) e Celso Fernando (Desportivo da Banca). Cláudio Chicola (Interclube) e Ludibráulio Pedro (1º de Agosto) são os pontas direitos.
Para a lateral direita foram chamados Feliciano Coveiro, Áurio de Barros e Manuel Domingos (1º de Agosto), enquanto António Cainda, Mariano Malheiro (Interclube) e Catraio Martes (Banca) actuam na lateral esquerda.
A equipa técnica de Filipe Cruz integra Constantino Diboxi, como adjunto; o fisioterapeuta Manuel Gunza e o \"manager\" João de Andrade Chiloia.