Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Flix Simes promete revitalizao na FAK

Rosa Napole?o - 29 de Dezembro, 2016

Nos ltimos tempos, a gesto da instituio mostrou-se frouxa, talvez por condicionamentos da situao econmica do pas, e forou o desaparecimento de muitos jovens atletas das academias.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A elevação dos níveis competitivos e as realizações de campeonatos nacionais constituem as prioridades de Félix Simões Ferreira para o ciclo olímpico 2016-2020 na Federação Angolana de Karaté. O novo homem forte da instituição, que substituiu Germano Gomes, vai apostar  na reorganização das Associações provinciais.

Félix Simões Ferreira chegou isolado ao cadeirão da Federação. O presidente cessante econcorrente viu a sua lista invalidada por dela constar irregularidades. O presidente da Comissão Eleitoral, Franklim Gomes, usou das prerrogativas da lei para dizer "basta" a Germano Gomes.

Sem concorrência, Félix Simões Ferreira ficou à mercê das Associações provinciais que já demonstravam sinais de desenlace com a direcção de Germano Gomes. Nos últimos anos, a modalidade registou baixa significativa, resultante de poucas realizações de competições internas. Agastadas com a situação, algumas academias desmembraram-se para a tristeza dos jovens karatecas.

Para reavivar as esperanças, Félix Simões Ferreira conta com apoio de Victor Ferreira, na presidência da Mesa da Assembleia Geral, Emanuel Vasconcelos na vice-presidência e Pedro Monteiro, como secretário. Na direcção, Félix Simões Ferreira conta com Egídio Oliveira na vice-presidência, João Manuel Gaspar é o secretário,  e Luís Mateus Simão, vogal.

No histórico da Federação, a liderança de Germano Gomes alcançou conquistas em diferentes eventos internacionais e nacionais. Em Angola, a massificação atingiu níveis insuperáveis. Em todo o país, havia escolas de karaté e dezenas de milhares de crianças e adolescentes praticavam a modalidade.

Nos últimos tempos, a gestão da instituição mostrou-se frouxa, talvez por condicionamentos da situação económica do país, e forçou o desaparecimento de muitos jovens atletas das academias.
RN