Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Formação de quadros nas prioridades do COA

10 de Maio, 2017

Gustavo Vaz da Conceição aguarda com alguma expectativa a chegada de Bach

Fotografia: Eduardo Pedro|Edições Novembro

O Comité Olímpico Angolano (COA) vai aproveitar a visita de Thomas Bach, presidente do COI, para apresentar algumas preocupações atinentes ao desporto nacional e internacional, com realce para a formação de quadros ligados ao sector.

O facto foi dado a conhecer na terça-feira, em conferência de imprensa, pelo presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Gustavo da Conceição, na sede da instituição, disse que vão procurar usufruir melhor dos programas do Comité Olímpico Internacional, com relevo para formação de técnicos e melhorias de condições técnicas para as delegações angolanas, nas competições sob sua égide.

“É um momento, que   vai marcar o desporto nacional, a vinda desta entidade que  com certeza  vai tomar boa nota das nossas preocupações”, disse.
Adiantou que nos encontros separados, que Thamas Bach vai manter com as entidades angolanas, vão ser analisadas ainda questões actuais do desporto nacional e internacional. 

O programa da visita que começa na quinta-feira, contempla encontros com entidades do governo, assim como  uma apresentação em vídeo do projecto desportivo Olímpáfrica, no país.

O responsável do COI foi eleito ao cargo em 2013, durante a 125ª sessão da Assembleia-geral do Comité Olímpico Internacional, sucedeu  ao belga Jacques Rogge.