Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fraca adesão mancha prova

Silva Cacuti - 20 de Abril, 2014

Apenas 24 trabalhadores responderam, ontem, ao convite da Unta-Confederação Sindical para participar da prova de estrada alusiva ao 1 de Maio

Fotografia: Jornal dos Desportos

A pouca presença de trabalhadores filiados na Unta-Confederação Sindical assombrou a organização da prova de estrada.

“Não sabemos o que se passou, fizemos a mobilização através dos núcleos sindicais, houve inscrições em número aceitável, mas para correr ficamos surpreendidos com o número de desistências”, disse.

Em função da fraca adesão, Divaldo Faria, responsável da Unta-Confederação Sindical admitiu a abertura da prova a populares e de federados nas próximas edições.

“Vamos reflectir e pensar que talvez em futuras edições possamos abrir a prova à participação de atletas federados e de populares. Na edição anterior, tivemos uma participação acima de 100 corredores”, disse.

A prova teve um percurso de cerca de cinco mil metros e foi dominada por Katchissala Miguel, trabalhador da Unicargas, que cronometrou 20min38s.

Muito distantes de si seguiam Pedro de Carvalho e Domingos Vicente, ambos da Unta-Confederação Sindical que cortaram a meta nesta ordem, cerca de três minutos depois.

Na classe feminina, apenas uma participante. Núria Bernardo, trabalhadora do Hospital Américo Boavida, “ganhou” a prova em que teve como adversário o próprio cansaço e a ansiedade.

“Foi bom, mas devia haver mais mobilização, quase ninguém se apercebeu desta prova”, disse a vencedora no final.