Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fraca adesão marca estafetas

Silva Cacuti - 17 de Março, 2013

Interclube e do Petro de Luanda foram os grandes ausentes dos campeonatos nacionais

Fotografia: Jornal dos Desportos

As equipas do Interclube e do Petro de Luanda foram os grandes ausentes dos campeonatos nacionais de estafetas de estrada disputados ontem na cidade do Namibe. Dos 9 clubes que a Federação Angolana de Atletismo (FAA) previa que participassem na prova, apenas estiveram quatro. “As provas de juniores femininos, juniores masculinos e seniores masculinos contaram, cada uma, com 4 equipas”, disse Augusto Severiano, director técnico da FAA, sem avançar as razões do absentismo das equipas. Sem a concorrência do Interclube, equipa de referência nas provas nacionais de fundo, e do Petro de Luanda, o 1º de Agosto passeou a classe e venceu na classe de seniores masculinos com quase 10 minutos de avanço sobre o Naval de Porto Amboim que se quedou na segunda posição.

Os militares correram os 42 kilómetros de percurso em 2H19 minutos, contra 2H28 minutos cronometrados pela equipa do Kuanza Sul. O Estado Maior do Exército ocupou a terceira posição com tempo de 2h32 minutos. A prova de juniores feminino, na distância de 21 km, foi dominada pelo Benfica do Lubango (1H28), seguido pelo Naval (1H32) e pelo Atlético do Namibe com o tempo de 1H34 minutos. Em juniores masculino o Naval de Porto Amboim cronometrou 1H14 minutos e cortou a meta em primeiro lugar. Seguiram-se as equipas do AbC do Namibe e do Sporting de Moçamedes com 1H14 minutos e 1H17 minutos respectivamente. A edição de 2012 disputou-se em Porto Amboim, Kwanza-Sul, e foi dominada, em juniores, pela equipa do Porto Amboim, e, em seniores, pelo Interclube.
            Silva Cacuti


Calor mata maratonista em prova
Um dos participantes da meia-maratona de Tel Aviv, disputada na sexta-feira, morreu e outros 12 estão em situação grave em consequência calor, informaram os serviços de emergência de Israel. "Um dos participantes, de 29 anos, morreu, e 24 foram hospitalizados, 12 deles em estado grave, em consequência da elevada temperatura que tem provocado grave desidratação", afirmou uma fonte dos serviços de emergências Magen David Adom. O termómetro atingiu 30 graus no momento da prova, em um dia com previsão de até 36 graus. Os organizadores decidiram na quarta-feira cancelar a maratona de 42 km pela onda de calor no país, mas confirmaram a meia-maratona e a corrida de 10 km, antecipando o horário da largada. A principal prova deve ser realizada na outra sexta-feira.