Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Francis Obikwelu voltou aos 200 m

20 de Maio, 2014

As melhores marcas no Estádio Universitário pertenceram a Susana Costa, com 13,71m no triplo,

Fotografia: AFP

Numa jornada com escasso interesse competitivo e destinada a apurar os clubes para as três divisões de Portugal, Francis Obikwelu regressou às corridas de 200 m, que não fazia há três anos (em 2011 correra em 20,82s). Ganhou destacado e sem problemas, em “cansados” 21,87s, com um vento contrário de -1,9 m/s. As melhores marcas no Estádio Universitário pertenceram a Susana Costa, com 13,71m no triplo, igualmente contra o vento (-1,1 m/s), Eva Vital, com 13,68s nas barreiras (v:-1,2) e Dário Manso, com 67,56m no martelo.

 As equipas masculinas do Sporting (14 vitórias em 21 provas) e feminina do Benfica (11 vitórias) dominaram no conjunto das cinco pistas e vão ser os principais adversários, na 1.ª Divisão, dos homens do Benfica e das mulheres do Sporting, automaticamente apurados.Sensação no Meeting de Xangai:um desconhecido egípcio, Ihah Abderahman El Sayed, bateu o recorde africano do dardo, com 89,21m, ao derrotar  os três medalhados do Mundial’2013.Nota alta ainda para a croata Sandra Perkovic, que melhorou um centímetro no disco, com 70,52m.

Atletismo
Manuel Alberto termina participação

O xadrezista Manuel Alberto, do Núcleo de Viana, ficou entre os 40 melhores participantes da III edição do Open Internacional Llucmajor 2014, disputada de 11 a 19 do corrente mês, no Llucmajor Mallorca, Espanha. A competição contou com a presença de 185  participantes, entre os quais cinco angolanos.Manuel Alberto, do Núcleo de Viana, terminou a sua campanha sem o triunfalismo característico. Quando se esperava pelo um triunfo, o angolano sofreu um derrube e o protagonista foi GM sérvio Paunovic Dragan.

O MF Eduardo Pascoal, da EPAL, também foi derrotado e o mérito coube para o MF de Luxemburgo Mossong Hubert. O Francisco Flora, do Núcleo de Viana, salvou a honra dos xadrezistas nacionais, impôs uma derrota ao espanhol Gaitan Moyano Juan.Os angolanos João Júlio e Adriano Pacavira, ambos do Núcleo de Viana, empataram diante dos  Mestres Fide Oganisian Roman, russo, e Hall John , Inglês, respectivamente.

Quatro das cinco partidas de cartaz tiveram um desfecho de partilha de pontos. Os empates foram testemunhados nas partidas entre  os  Grande Mestres (GM)  Fedorchuk Sergey  e Granda Zuniga Júlio, Solodovnichenko Yuri e Anton Guijarro David, Colovic Aleksandar e Sumets Andrey, e Narciso Dublan Marc e  Lalic Bogdan.

O resultado diferente dos anteriores aconteceu no confronto entre os GM Delchev Aleksander e Agdestein Simen. A vitória foi obtida por Delchev Aleksander que movimentou as peças brancas.A classificação final  do primeiro ao décimo lugar foi a seguinte: GM Fedorchuk Sergey  (Ucrânia), com 7,5 pontos, GM Delchev Aleksander (Bulgária), com 7,5 pontos, GM Solodovnichenko Yuri (Ucrânia), com 7 pontos, GM Anton Guijarro David (Espanha), com 7 pontos,    GM Granda Zuniga Julio (Peru), com 7 pontos, GM Pap Misa (Sérvia), com 7 pontos, GM Agdestein Simen (Noruega), com 6,5 pontos, GM Movsziszian Karen (Arménia), com 6,5 pontos, MI Mascaro March Pedro (Espanha), com 6,5 pontos, e GM Sumets Andrey (Ucrânia), com 6,5 pontos.