Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fratus é a esperança brasileira

06 de Maio, 2016

O melhor nadador brasileiro Bruno Fratus está entusiasmado com a aproximação dos Jogos Olímpicos

Fotografia: DR

O melhor nadador brasileiro Bruno Fratus está entusiasmado com a aproximação dos Jogos Olímpicos no país natal. A esperança do pódio individual das piscinas brasileiras tem motivos de sobra para ver adiante de si a grande oportunidade da carreira.

Em entrevista à imprensa do seu país, disse: "Nunca estive tão bem fisicamente, emocionalmente ou mentalmente. O Bruno de hoje dá um pau desgraçado no Bruno de quatro anos atrás. Estou bem confiante que estou na melhor forma de todo o ciclo”.

De 27 anos de idade, Bruno Fratus assegura que está pronto para "fazer destes Jogos a melhor e maior competição" da sua vida e coloca na preparação "muito empenho".

Em Londres'2012, o brasileiro foi o quarto classificado na prova de 50 metros livres com 21s61, a dois centésimos do compatriota César Cielo, que obteve a medalha de bronze. O francês Florent Manaudou completou o percurso em 21s37 e facturou o ouro olímpico.

Fratus é atleta profissional há dez anos e prognostica parar nos Jogos Olímpicos de Japão'2020. "Não teria problema nenhum se fosse campeão olímpico nestes Jogos. Se o resultado destes Jogos for o que busco a dez anos de natação profissional, não vou lutar contra se vier a cair depois", disse.

A única medalha de ouro da natação brasileira foi obtida por Cesar Cielo na prova de 50 m livre em Beijing'2008. Depois disso, Fratus tomou conta no ano passado. Conquistou a medalha de bronze nos 50 m livre do Mundial de desportos aquáticos de Kazan (Rússia) com 21s55 e nadou a prova em 21s37 na primeira selectiva brasileira.

A evolução de desempenho entre as duas provas tem a ver com um processo de reconstrução do nado de Fratus. O velocista treina em Auburn (Estados Unidos) com Brett Hawke, mentor de Cielo no ouro olímpico de 2008. O técnico tem trabalhado para mudar totalmente a biomecânica de largada do brasileiro.