Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Froome brilha na montanha

16 de Julho, 2015

Froome brilha na montanha

Fotografia: AFP

Depois da 11ª etapa disputada ontem, entre Cauterets e Valée de Saint-Savin, num percurso de 188 quilómetros, Chris Froome mantém-se na liderança do Tour de France. O ciclista da Sky chegou no grupo de favoritos com 2min52s de vantagem sobre o norte-americano Tejay Van Garderen (BMC) e 3min9s sobre o colombiano Nairo Quintana (Movistar). A etapa foi vencida pelo polaco Rafal Majka (Tinkoff-Saxo) com o tempo de 5h2min1s, seguido de San Martin (Cannondale-Garmin) a 1min e Emmanuel Buchman (Bora-Argon 18) a 1min23s.

O show de Froome, teve início na 10ª etapa da mais tradicional prova do ciclismo mundial, disputada na terça-feira. O ciclista da SKY mostrou, que está na Volta a França, com vontade de vencer a competição. Com andamento rápido, Froome deixou os rivais caídos aos seus pés e subiu a montanha Pierre-Saint-Martin, como quem pedalava em linha recta com larga vantagem.

Depois das sessões planas e em contra-relógios, a competição teve a sua primeira etapa de montanha, com trecho de 167 Km e largada em Tarbes. O pelotão principal, com 21 ciclistas, seguiu unido e sem definição alguma até aos quilómetros finais. Foi então,  a faltar 6,5 Km para a linha de chegada, que o britânico Chris Froome resolveu usar todo o fôlego que ainda tinha. O líder do Tour de France passou a acelerar mais e deixou todos para trás a cinco km de vencer. Numa arrancada incrível, não foi ameaçado e fez 59s de vantagem para o segundo, o australiano Richie Porte.

Com o resultado, Chris Froome continua a envergar a camisola amarela, atribuída ao líder da competição por tempo. Agora, está 2m52s à frente do norte-americano Tejay van Garderen, indicado pelo britânico como o grande rival do momento na competição. O ciclista da BMC foi apenas o décimo na décima etapa.

Quem também se deu bem,  na primeira etapa de montanha do Tour 2015, foi Nairo Quinta, outro favorito ao título. O colombiano cruzou a linha de chegada, em terceiro,  com o resultado assume a camisa branca, entregue ao melhor ciclista jovem - com 25 anos no máximo. O “rookie” subiu da nona para a terceira posição na classificação geral.

Alberto Contador, bicampeão em 2007 e 2009, vinha bem junto ao pelotão principal, mas perdeu o ritmo nos sete Km finais e ficou para trás. O espanhol terminou em 11º e caiu de quinto para sexto na luta pela camisola amarela, a 4m4s de desvantagem para Froome.A camisa verde, dada ao líder por pontos, voltou para André Greipel. O alemão da Lotto-Soudal, que já venceu duas etapas (2ª e 5ª), tinha perdido o posto para o eslovaco Peter Sagan, mas agora tem 225 pontos, contra 222 do adversário.

O melhor montanhista, que usa a camisa branca com bolinhas vermelhas, agora é Chris Froome. Como a chegada da etapa era em subida que valia 50 pontos, tomou o lugar de Daniel Teklehaimanot, estreante e pioneiro africano, de nacionalidade eritreia.Vicenzo Nibali, outro favorito ao título, foi só o 21º classificado nesta etapa (+4m25s). O italiano da Astan Pro é décimo na classificação geral no momento, 6m57s atrás de Chris Froome.