Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fuga a Resistência anima Caxito

Silva Cacuti - 04 de Fevereiro, 2014

Estradas da província do Bengo recebem esta manhã provas a homenagear os heróis da libertação de Angola que se assinala hoje em todo país

Fotografia: Jornal dos Desportos

Moradores de algumas ruas da cidade de Caxito testemunham hoje a partir das 7 horas, a disputa da IV edição do Grande Prémio Fuga para Resistência, promovida pelo Governo Provincial do Bengo em parceria com a Federação Angolana de Atletismo, para assinalar as celebrações do 4 de Fevereiro, dia consagrado ao início da Luta Armada.

O Grande Prémio Fuga para a Resistência incorpora uma prova de meia-maratona, que vai contar com a participação de corredores de 13 províncias, outra com percurso de dez quilómetros para populares residentes no Bengo e ainda uma terceira com percurso de dez quilómetros para pessoas com deficiência motora que usam triciclos convencionais. Antes da partida da prova maior, em diferentes marcos, vai ser a partida para as provas de dez quilómetros.

O director provincial dos Desportos do Bengo, José Muginga disse ao Jornal dos Desportos, que a máquina organizativa está pronta. As condições de logística para postos de abastecimento, juízes, cronometristas e prémios “estão todas criadas”.O Grande Prémio Fuga para Resistência conta com um total de 302 atletas inscritos, dos quais representantes de 13 províncias, quatro clubes e populares. Todos os municípios do Bengo têm representação no evento desportivo.

As provas mantêm os percursos do ano passado. A meia-maratona, principal prova do certame, tem o tiro de largada previsto para as 7h10m, na zona do Musseque Kapari, e com meta de chegada em Caxito, junto à Praça do Ingamba.

As grandes atracções são os atletas Francisco Caluvi, vencedor da edição passada, que conta com a forte oposição de Alexandre João, medalha de ouro nos III Jogos da Lusofonia. Caluvi fixou o tempo da vitória em 1h10min2s. Tiago Baptista e Severino Vicente, segundo e terceiro classificados da edição anterior, também podem ter uma palavra na luta pelo ceptro. A batalha vai envolver outros atletas como Rafael Epesse, Miguel Mota e Francisco Chamane.

FEMININO

Na classe feminina, Ernestina Paulino, venceu no ano passado com o tempo de 1h20min51s, detentora de uma medalha de prata nos recentes Jogos da Lusofonia. Porque é seu hábito a prata em provas nacionais, Ernestina é a favorita. Teresa Tchikolile e Arcília Pinto, que completaram o pódio no ano passado, vão dar luta para quebrar o domínio de Ernestina. É a segunda vez que o sector feminino disputa a meia-maratona Fuga para a Resistência. A abertura à participação feminina na prova ocorreu em 2013.

CLUBES


As equipas do Interclube, 1º de Agosto, Petro de Luanda e Naval do Porto Amboim inscreveram os seus atletas que  disputam a prova na condição de populares. Embora não tenha revelado nomes, José Muginga disse que houve equipas que tentaram inscrever atletas profissionais estrangeiros.“Ainda não temos a internacionalização da prova como tal, mas tivemos equipas que solicitaram a inscrição de atletas estrangeiros, federados e não anuímos. Temos estrangeiros inscritos, mas  correm  como populares. Alguns portugueses, brasileiros, franceses que trabalham em Angola”, disse.

PRÉMIOS


Na categoria de atletas federados, a prova reserva um prémio de 600 mil kwanzas para o primeiro classificado, 400 mil para o segundo e 200 mil para o terceiro lugar, tanto na classe feminina como masculina. Na categoria de populares, 21 quilómetros, os vencedores recebem 300 mil kwanzas, 200 mil para o segundo e 100 mil kwanzas para o terceiro classificado. Para os populares, 10 quilómetros em triciclos convencionais, os prémios são de 100 mil kwanzas para o vencedor, 80 mil para o segundo e 60 mil kwanzas para o terceiro. Os veteranos recebem 80 mil para vencedor, 60 mil para o segundo e 40 mil kwanzas para o terceiro.

JUVENIS FAZEM
ESTREIA na prova


Uma prova para atletas da categoria de juvenis é disputada hoje, pela primeira vez, no quadro do grande Prémio Fuga para a Resistência. A inovação foi anunciada por José Muginga, director provincial dos Desportos do Bengo e membro da Comissão organizadora.

“Nessa edição, incluímos uma nova categoria que vai ter um percurso de três quilómetros. A prova é destinada aos atletas juvenis e vai ser a primeira a partir”, referiu.O responsável disse que a organização reservou como prémios para os corredores da classe juvenil materiais escolares aos dez primeiros classificados de cada classe.