Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gala distingue figuras

Silva Cacuti - 14 de Junho, 2015

Presidente do Clube Ferroviário de Angola

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os antigos atletas, dirigentes, técnicos e funcionários administrativos que se notabilizaram ao serviço do Clube Ferroviário de Angola vão ser hoje homenageados pela direcção da agremiação, principal evento da quadra festiva alusiva aos seus cem anos. O Ferroviário de Angola foi fundado a 13 de Junho de 1915.

As distinções são feitas por modalidades, sendo seleccionados para cada uma cinco nomes.

Além das modalidades desportivas são também homenageadas figuras que estiveram ligadas aos serviços administrativos, direcções e outros.
Júlio Bessa, Carlos Alberto, Manuela Silva, Manuela Soito, Palmira Barbosa, António Andrade, Monteiro, Sílvio Vinhas, Elisa Webba são alguns nomes que podem ser homenageados na gala dos cem anos do clube.

As festividades do centenário foram lançadas a 7 de Maio em conferência de imprensa e além de encontros da família ferroviária, contemplaram a realização de palestras e disputa de vários torneios.

Vários torneios foram disputados nos escalões de juvenis de andebol, futebol, futsal, xadrez e hoje disputa-se a prova de estrada em atletismo.
A provas de andebol foram dominadas pelas equipas do 1º de Agosto, nas duas classes, e contaram com participações das equipas da Casa do Pessoal do Porto do Lobito, Maculusso, Ferroviário, Banca e Visa.

No futebol de 11 venceu igualmente a equipa juvenil do 1º de Agosto e contou também com a participação das equipas do Ferroviário e Rodoviário. O Banco Sol venceu o torneio de futsal, em seniores, que contou com a presença do Ferroviário, Caminho-de-Ferro de Luanda e da Unicargas.

Uma prova de xadrez também foi disputada, que contou com a participação das equipas do Ferrovia, Progresso, 1º de Agosto e Escola Macovi. Os vencedores dos torneios recebem galardões hoje à tarde, após a assinatura do protocolo de cooperação entre o Ferroviário de Luanda e a petrolífera Total.