Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Galeria recebe hoje campeões africanos

Rosa Napoleão - 04 de Setembro, 2014

Se tudo correr bem a prova deve contar com a participação das províncias do Huambo, Uíge, Bengo, Bié, Luanda, Zaire e Malanje.

Fotografia: Jornal dos Desportos

As medalhas de ouro do campeonato africano de Ju-Jitsu juntam hoje, a partir das 15h00, na Galeria dos Desportos, em Luanda, os membros da Federação Angolana e os responsáveis do Ministério da Juventude e Desportos. O acto enquadra-se na recepção aos campeões africanos, um gesto que visa reconhecer os feitos dos atletas angolanos nas competições internacionais.Pedro Emous, secretário geral da Federação de Ju-Jitsu, vai fazer-se acompanhar de Daniel António, campeão africano, na categoria de +94 kg, e de Fiston Baptista, campeão africano, dos -94 kg. Os atletas representaram o país no campeonato realizado na Tunísia, onde também conquistaram as medalhas de bronze. 

Dificuldades financeiras
ameaçam a prova nacional


A falta de meios financeiros para a concretização do campeonato nacional de Ju-Jitsu programado para o próximo dia 13 em Luanda está a preocupar a direcção da Federação Angolana da modalidade. Pedro Emous, secretário-geral da Federação disse em declarações ao Jornal dos Desportos, que o órgão vai ter de custear as despesas de alojamento, alimentação e transporte das equipas, pelo facto destas não estarem em condições de o fazer.“Estamos com a corda ao pescoço, porque não temos dinheiro suficiente para cobrir as despesas desta prova. Se deixarmos isso nas mãos das equipas, vamos registar muitas ausências.

Penso que devem ser aproximadamente nove províncias e cada uma delas deve participar com o máximo de dez atletas. Pelo que vemos, nenhuma equipa está capacitada para pagar os seus encargos”, lamentou.  O dirigente referiu que foram feitos apelos ao Ministério da Juventude e Desportos e a individualidades no sentido de apoiarem naquilo que fôr possível. “Aguardamos a chegada dos patrocínios. Apelamos à todos que amam o Ju-Jitsu e podem apoiar para fazê-lo, porque a modalidade precisa de ajuda”, recorreu.

Se tudo correr bem a prova deve contar com a participação das províncias do Huambo, Uíge, Bengo, Bié, Luanda, Zaire e Malanje. A modalidade  já se estendeu por quase todas as regiões do país, tem conseguido nos últimos tempos resultados satisfatórios, como as quatro medalhas (duas de ouro e igual número de bronze) no africano e Open internacional.