Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gatlin foi corrido da China

22 de Maio, 2015

Segundo o empresário, a organização obrigou Gatlin a pagar a viagem e o alojamento em Pequim. Uma brincadeira que lhe custou mais de dez mil euros.

Fotografia: AFP

O homem mais rápido do Mundo em 2015 foi corrido da China. O norte-americano Justin Gatlin, que acaba de fazer 9,74 segundos nos 100 metros, foi esta semana para Pequim para participar no Meeting World Challenge da capital chinesa, mas voltou para casa depois de receber uma mensagem de um elemento da organização a dizer que devia ir embora, pois já não estavam interessados em tê-lo na corrida.

O velocista, que cumpriu duas penas de suspensão por doping, garantiu que estava disposto a sacrificar-se para correr em Pequim, pois acabou com dores musculares a corrida do Qatar. “Fiz o tempo mais rápido desde 2012 em Doha e o meu corpo estava dorido. Por respeito, avisei a organização de que estava um pouco desidratado, mas eles não mostraram respeito por mim.

Talvez achassem que eu ia desistir da corrida e cobrar o "cachet", mas não sou o tipo de pessoa que engana os outros dessa maneira”, assegurou. Contas feitas, a brincadeira saiu-lhe cara. Segundo o empresário, a organização obrigou Gatlin a pagar a viagem e o alojamento em Pequim. Uma brincadeira que lhe custou mais de dez mil euros.