Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

George Aduashvili é mais ponderado

Silva Cacuti - 14 de Fevereiro, 2015

George Aduashvili é mais ponderado

Fotografia: Domingos Cadência

Só um golpe de sorte pode dar-lhe o triunfo sobre o detentor do título mundial. A seu favor tem apenas o facto de ser oito anos mais novo. Diante da experiência de Quicanga e a sua inexperiência (nunca fez um combate de 12 rounds ou assaltos) o factor idade de nada vai servir.

Aduashvili deve derrubar Quicanga nos primeiros rounds. Contudo, o jovem georgiano nem pode ter a confiança nesta estratégia, pois também não é o seu forte. Em 17 vitórias, fez sete “nocautes”.

Na conferência de imprensa de apresentação da Gala, Aduashvili evitou a bazófia e foi comedido. O atleta disse que desconhecia Quicanga, mas não admitiu que o angolano fosse melhor, porque é um desafiante.

“Não conheço bem o Tony Quicanga, não gosto muito de falar antes dos combates. Vamos ver no ringue quem é o melhor”, disse. George Aduashvili, 33 anos, soma cinco vitórias consecutivas. Tem um registo de 17 vitórias, dez derrotas e um empate. O último combate disputou a 4 de Outubro de 2014, no seu país, quando defrontou o compatriota George Makishvili, a quem venceu aos pontos, após combate de seis assaltos. 

Dados disponíveis na imprensa internacional apontam que o georgiano vem lutar em África pela primeira vez e provavelmente, a terceira fora do seu país. Em 2009, efectuou um combate no Reino Unido e em  2010 na Bielorússia.