Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gilchrist Adolfo a caminho de Cairo

Jo?o Francisco - 07 de Agosto, 2017

Internacionais o seu vice-presidente, Gilcilchrist Adolfo, que começa a exercer os seus direitos, agora, no meeting de Cairo.

Fotografia: Vigas da Purificação| Edições Nouvembro

O vice-presidente da Federação Angolana de Ciclismo(FACI) Gilcristh Adolfo viaja nas primeiras horas de hoje para o Cairo, Egipto, na qualidade de delegado votante de Angola no Fórum Africano a decorrer de 8 a 10 do corrente nas terras faraónicas. O presidente interino da FACI participa do evento que vai abordar sobre o desenvolvimento do ciclismo no continente nos próximos tempos, com particular realce ao \"voto africano\" na próxima eleição do presidente da UCI (União Ciclística Internacional) no Congresso a decorrer em Setembro próximo na Noruega.

O meeting da Confederação Africana de Ciclismo (CAC) surge na sequência das decisões saídas do Congresso realizado a 12 de Fevereiro último em Luxor, Egipto, onde o egípcio Mohamed Wagih Azzam foi reeleito para o cargo de presidente da instituição continental para o período de 2017-2021 e vice-presidente da União Ciclista Internacional (UCI).

O angolano leva na bagagem informações referentes às realizações das últimas actividades desportivas no país, com destaque o campeonato nacional de ciclismo de estrada 2017, disputado entre 16 e 18 de Junho na província do Bengo.
Gilchrist Adolfo deve fazer a primeira abordagem sobre a FACI naquela \"montra internacional\".

A Federação angolana tem a intenção de realizar a II edição da Volta a Angola em bicicleta no último trimestre de 2018. A primeira edição realizou-se em 2015 e foi a mais importante competição disputada nos 40 anos de existência do país. O Fórum do Cairo vai passar em revista a situação dos mais de 40 membros filiados na CAC, as novas admissões e/ou suspensões e traçar estratégias da participação do continente no Congresso da União Ciclista Internacional que vai definir a continuidade do britânico  Brian  Cookson,  na presidência da organização ou pela sua alternância, de acordo com informações que tivemos acesso.

À semelhança de outros convidados, o delegado de Angola tem as despesas locais (alojamento, alimentação e transporte interno) suportadas pela organização. Cabe à FACI suportar as despesas de deslocação. Recorda-se que a FACI participou do Congresso da CAC com uma delegação ao mais alto nível, onde além de apresentar à comunidade ciclista africana e mundial, a sua nova presidente, Cremilde Rangel, colocou entre os nove delegados votantes no fóruns Internacionais o seu vice-presidente, Gilcilchrist Adolfo, que começa a exercer os seus direitos, agora, no meeting de Cairo.   
JF

COMPETIÇÕEs AFRICANAS
Jair Transportes de Benguela
“pedala” na Costa de Marfim

As equipas campeã e vice-campeã de Angola de Ciclismo por Equipas, o Bai/Sicasal/ Petro de Luanda e a Jair Transportes de Benguela, foram eleitas para representar o país nas Voltas a Costa do Marfim e do Burkina Faso, nos meses de Setembro e Outubro próximos.  
O Bai/Sicasal/Petro, que herdou os “activos” do extinto departamento de Ciclismo do Sport Luanda e Benfica, está de “malas aviadas” para fazer a estreia na competição continental.

Na sua anterior “roupagem” habituou os aficionados a somar vitórias consecutivas na Volta a República Democrática do Congo  e outras tantas na Volta as Terras do Cacau, na República Democrática de São Tome e Príncipe. Habituado às vitorias em provas continentais, a equipa liderada por Carlos César Araújo ganhou tudo nas competições internas, Conta entre os principais roladores, o campeão nacional de estrada, Dário António, o campeão de Sub-23, Bruno Araújo, recém-chegado de Portugal, onde esteve a estagiar, Mário de Carvalho e Cruz Tuto. O grupo forma a base da equipa.

Já a Jair Transportes, agora capitaneada pelo campeão nacional, Igor Silva, tem a possibilidade de mostrar o que realmente vale no Tour do Burkiina Faso, considerada uma das mais difíceis competições do calendário africano. Igor Silva teve uma passagem com êxito na Volta a Santiago, Cabo Verde na pré-época passada.

A Jair Transportes  conta igualmente com Walter da Silva, o irmão mais novo de Igor, e José Panzo, que trocou as cores do Santos Futebol Clube de Luanda.  A equipa teve uma época bem conseguida na cidade das acácias-rubras, onde arrebatou o título de campeão provincial de Benguela com um conjunto de “novos valores”.
JF