Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gildson evidencia evoluo desportiva

HELDER JEREMIAS - 08 de Março, 2018

O vencedor relegou para as posies emergentes o colega de equipa

Fotografia: AGOSTINHO NARCISO | Edies Novembro

O atirador do Interclube, Gildson Simões, elevou a alta estima e a convicção quanto à obtenção da melhor classificação na época 2018 do Campeonato Nacional de Fosso Olímpico. A vitória convincente na segunda jornada da competição, disputada no último fim-de-semana no campo de tiro do clube da Polícia Nacional, localizado em Teka-Kuna, município de Belas, tranquiliza o filho de Alves Simões.
O vencedor relegou para as posições emergentes o colega de equipa, Jorge Nobre, e o atirador do 1º de Agosto, Paulo Guga.
Gidson Simões obteve uma safra de 115 pontos, Jorge Nobre fez 113 disparos certeiros e Paulo Guga quebrou 109+1. Gercy Silva somou 109 pontos, mais um que Paulo Silva (108). Victor Frias foi o sexto mais produtivo com o total de 106. Gercy Silva, Paulo Silva, ambos do 1º de Agosto, e Victor Frias, do Clube de Tiro Pescas e Caça de Benguela, completaram o segundo trio mais produtivo da jornada que contou com a presença de altas patentes da Polícia Nacional e da Força Aérea Nacional, entre outras personalidades que prestigiaram o evento.
Denominada Grande Prémio Polícia Nacional, em saudação ao 42º aniversário daquela instituição, assinalada a 28 de Fevereiro, o evento fez ainda disputar uma final entre os cinco primeiros classificados, de acordo com as novas regras da ISSF (International Sport Shooting Federation).
O atirador do 1º de Agosto, Paulo Silva, com 41 pontos, foi o mais preciso, seguido de Gildson Simões (36) e Jorge Nobre (30).
Paulo Guga, Victor Frias e Gercy Silva também revelaram o bom momento desportivo, mas renderam-se à supremacia dos coroados.
O torneio contou com outros concorrentes de grande referência do tiro nacional, tais como Artur Anastácio, Paulo Alves, Joaquim Ferreira, Emerson Gomes, Kaly Mendonça, Tino Castro, Ricardo Lopes, Helder Soares, Hírio Baião, num universo de 36 atiradores.
Elizandro da Costa, do Clube de Tiro e Pescas do Lubango, foi o vencedor na categoria de juniores. Kaly Mendonça foi o veterano com mais precisão, seguido de Tino Castro e de Alves Simões. Érica Andrade, do 1º de Agosto, liderou o género feminino.
Por equipas, o 1º de Agosto venceu a prova com o total de 321 pontos, à frente do Interclube (314), Clube de Tiro Caça e Pescas de Benguela (297), Força Aérea Nacional (288) e Clube de Tiro e Pescas do Lubango (256).
A próxima jornada do Nacional de Fosso Olímpico está agendada para os dias 8 e 9 de Abril na Fazenda NNN, localizada no município dos Gambos, província da Huila, no âmbito das celebrações alusivas ao 4 de Abril, Dia da Paz em Angola.